21.04.2019 | 07h50


"ZONA AZUL"

Prefeitura prevê implantar estacionamento rotativo no Centro de VG

O projeto visa fortalecer o comércio devido à falta de vagas para estacionar no Centro e com isso o giro de carros e motos será maior na região.


DA REDAÇÃO

A Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana de Várzea Grande está elaborando o projeto de implantação, do sistema de estacionamento rotativo “Zona Azul” no Centro da cidade.

Ao , o secretário da pasta, Breno Gomes, afirmou que cidade necessita desse tipo de serviço devido à falta de vagas na região, devido à maior concentração de comércios.

A Prefeitura de Várzea Grande pretende adotar essa medida para fomentar o comércio, já que atualmente os clientes em compras encontram dificuldade para encontrar estacionamento. O projeto prevê um local demarcado, em que carros e motos poderão ficar estacionados com tempo pré-determinado, por um valor estabelecido. 

A previsão é de que o Zona Azul opere no sistema de tickets por hora, em que o motorista pode adquirir, dentre as opções, a quantidade de horas que melhor o atender.

O secretário explica que o projeto ainda está sendo elaborado e por isso não há valores determinados, mas funcionará de acordo com a opção solicitada.

Os estudos da Secretaria de Mobilidade identificaram a necessidade de 800 vagas no Centro e 300 vagas no bairro Cristo Rei. Até o momento, esses são os locais previstos para receber o Zona Azul inicialmente.

Haverá duas formas de adquirir os bilhetes, por aplicativo para aparelhos móveis e de maneira tradicional com promotores de vendas.

Quanto à previsão para implantação, o primeiro passo é uma audiência pública para consultar a população e o início do processo licitatório. “Depois disso, a execução do projeto poderá começar”, conclui Breno Gomes.

 

Leia mais

TCE barra licitação da prefeitura para empresa cobrar Faixa Verde em Cuiabá











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO