25.01.2020 | 09h50


VEJA VÍDEO

Prédio de Upa vira ponto de drogas e usuários causam incêndios

A construção da Upa terminou no final de 2016, no entanto, ela nunca foi inaugurada ou funcionou com unidade de saúde.


DA REDAÇÃO

Moradores de Pontes e Lacerda (445 km da Capital), denunciaram que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade está subutilizada e se tornou ponto de usuários de drogas. Nos últimos meses, o local pegou fogo algumas vezes de forma criminosa.

O prédio foi construído, no entanto, nunca abriu as portas para operar com unidade médica e atualmente abriga os arquivos do Hospital Filantrópico Santa Casa.

Ao , o prefeito Alcino Barcelos (PRB) confirmou que o local vem sendo alvo de vandalismo, praticado por usuários de drogas.

“São usuários de drogas, vândalos que ateiam fogo no prédio.Solicitei uma parceria com a Polícia Militar (PM), pois, arcar com segurança está caro”, disse o prefeito.

Porém, Alcino afirmou que os incêndios não geraram prejuízos aos cofres públicos, apenas para o hospital filantrópico que perdeu alguns arquivos.

Além disso, o gestor apontou que a UPA foi levantada na gestão passada, do ex-prefeito Donizete Barbosa, que deixou dívidas da obra para a atual gestão pagar.

Em entrevista ao TV Centro Oeste, nesta terça-feira (21), o presidente da Câmara de Vereadores, Maxsuel Guimarães (PSDB), apontou que há R$ 1 milhão depositado, correndo juros, para mobiliar o local e o Poder Executivo ainda não tomou frente da situação.

Segundo ele, o prédio foi entregue no final de 2016 e desde que as novas gestões assumiram, no ano de 2017, os vereadores cobram um solução para o local.

Planos

Questionado sobre a destinação do prédio, Alcino informou que já solicitou que a Santa Casa removesse seus arquivos e que pretende transformar o local em um centro de especialidades.

“Estamos aguardando apenas a autorização do ministro [da Saúde]. Vai ser um centro de especialidades, pode ser ortopedia ou outra coisa, voltado para atender a população”, explicou.

Veja vídeo do local pegando fogo:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO