17.01.2020 | 15h10


TRAGÉDIA NA BR-364

Politec identifica motorista morto em acidente entre caminhão e três carretas

Joel Pereira Santos, 72 anos, dirigia uma carreta Iveco quando foi atingido por um Ford Cargo no km 458 da BR-364, em Várzea Grande.


DA REDAÇÃO

O motorista que morreu em um acidente envolvendo três carretas e um caminhão na tarde dessa quinta-feira (17) foi identificado como sendo Joel Pereira Santos, 72 anos. 

Era ele quem conduzia a carreta Iveco, com placa de Cuiabá, quando foi atingido de frente por um caminhão Ford Cargo prata, placa de Porto Ferreira/SP, no km 458 da BR-364, em Várzea Grande. 

Joel foi identificado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) logo após o acidente. No entanto, até a publicação da reportagem o corpo do caminhoneiro ainda estava no Instituto Médico Legal (IML) aguardando por familiares. 

O acidente

A batida aconteceu no km 458 da BR-364 na tarde de quinta-feira (16).

De acordo com a concessionária que administra a rodovia, o motorista de um caminhão Ford Cargo prata, placa de Porto Ferreira/SP, seguia sentido Norte quando bateu de frente com uma carreta Iveco.

Com o impacto da batida, Joel não resistiu aos ferimentos e morreu ainda local.

Na sequência, os motoristas de uma Scânia prata e de uma Volvo, que trafegavam no sentido Sul, não conseguiram parar a tempo e saíram da pista para não bater contra os dois veículos. Chovia forte no momento do acidente.

Equipes de resgate da Rota do Oeste prestaram a atendimento a vítimas e o motorista do caminhão foi encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá. O atual estado de saúde dele não foi informado pela unidade.

Outros dois motoristas saíram ilesos e assinaram termo de recusa de encaminhamento médico.

O tráfego foi totalmente bloqueado para realização dos procedimentos necessários e, posteriormente, liberado.

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO