02.03.2019 | 16h35


FERIADÃO SEM FOLIA

Pesquisa revela que 80% dos cuiabanos não vão pular Carnaval neste fim de semana

De acordo com o levantamento, 57% dos entrevistados querem tirar o feriadão prolongada pra descansar. Outros 13% querem cair na folia.



Levantamento feito pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) e pelo Núcleo de Pesquisas Econômicas e Socioambientais da UFMT (Nupes) mostra que 80% da população cuiabana não pretende participar das festas de Carnaval, 13% pretende cair na folia e 6% ainda não se decidiram.

Dos interessados em festejar, 52% curtirão na própria capital, 32% na baixada cuiabana, 7% fora de Mato Grosso e 5% em outras cidades do Estado. 

A pesquisa mostra ainda que 71% dos foliantes irão participar do Carnaval de rua, 11% participarão de blocos/escolas de samba e clubes, 7% irão a casas noturnas e 7% ainda não sabem.

As 286 pessoas entrevistadas em Cuiabá, entre os dias 20 de janeiro e 08 de fevereiro, também responderam qual seria a locomoção para o destino da folia. Daquelas que confirmaram aproveitar os dias de festas, quase 30% vão optar pelo aplicativo Uber, seguido de veículo próprio, carona, a pé, coletivo e outros (conforme mostra quadro em anexo).

Aqueles que não irão para a folia, apresentaram motivos diversos, segundo a pesquisa. Os dados mostram que 57% da população simplesmente não gosta de participar da festa, 16% por motivos religiosos, 15% por causa da violência, 14% por outros motivos e 7% por conta de trabalho ou estudo.

Os que confirmaram não cair na folia, 55% vão aproveitar o tempo para descansar, 17% para trabalhar, 16% ir a eventos religiosos, 13% viajar, 10% recreação e lazer e 6% outras opções. Dos não-foliantes, 70% vão ficar em Cuiabá, 15% baixada cuiabana, 7% outras cidades do Estado, 6% outros estados e 2% ainda não sabem.

Gasto médio

Os dados revelam ainda que o gasto médio da população que disse curtir os dias de Carnaval será de R$ 243,30, sendo assim, 57% não pagará pela entrada nas festas, 30% pagará e 57% ainda não sabem. Os itens que terão maior consumo na folia serão o de comida e bebida, com 88%, em segundo o de transporte, com 34%, terceiro, roupa e calçado com 18%, fantasias 11%, hospedagem 9% e os demais 7%.

Para os que vão aproveitar os dias de folga sem pular o Carnaval, a pesquisa aponta que os gastos serão de 43% com recreação e lazer, 32% compras de alimentos, 21% não irão gastar, 18% bares e restaurantes, 18% outros, 10% transportes.

Melhorias

Quando perguntado quais poderiam ser as melhorias para o Carnaval cuiabano, 69% disse precisar de mais segurança na região, principalmente nos pontos onde ocorrem as festas, 35% atividades de recreação e lazer, 14% citaram outras melhorias, 13% disponibilidade de transporte público, 10% melhorar a organização dos eventos e 8% disse faltar mais opções de festas de rua, já que a maioria vai ficar pela cidade mesmo.

“A pesquisa nos mostra que, independente de quem vai ou não às ruas curtir o Carnaval, a maioria ficará na cidade. Isso é um ponto positivo para o lojista, que ainda está decidindo se vai ou não abrir as portas. Teremos um grande movimento na capital, portanto, é importante que o empresário leve isso em consideração na hora de fazer a sua escolha, já que a Convenção Coletiva do Trabalho permite o funcionamento do comércio para o período carnavalesco”, disse o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com a Lei ou acha que Bolsonaro deve vetar

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

A aprovação da lei é que é um abuso; veta Bolsonaro

Não sei acho que não muda nada

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER