18.10.2019 | 07h55


DEPOIS DE 20 ANOS

Nova licitação do transporte público será aberta na manhã desta sexta-feira

As empresas vencedoras começarão a atuar com, no mínimo, 30% de ônibus com ar-condicionado, chegando à totalidade da frota em até cinco anos.



A licitação do transporte coletivo de Cuiabá será aberta nesta sexta-feira (18). A partir de 9h, as empresas interessadas na concessão comparecerão ao auditório da Prefeitura de Cuiabá para apresentar suas propostas.

O edital, lançado em agosto, circulou por 45 dias, conforme previsto em lei. A abertura do processo chegou a ser adiada do dia 26 de setembro para outubro. Durante o período foram realizadas readequações no texto do documento.

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), as mudanças não afetam os benefícios anunciados anteriormente e dizem respeito, especialmente, às questões técnicas da contratação.

“Depois quase 20 anos tivemos a coragem de fazer uma nova licitação. Sei que não está bom, por isso estamos fazendo todo esforço necessário para mudar essa realidade, andar de ônibus em Cuiabá, sem ar-condicionado, é até desumano.”

“Este é um dos compromissos mais emblemáticos que fiz e que tenho uma alegria enorme de honrar, porque é o retrato da minha gestão: a humanização e o respeito às pessoas em primeiro lugar”, afirma Emanuel.

O secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, lembra que as empresas vencedoras começarão a atuar com, no mínimo, 30% de ônibus com ar-condicionado, chegando à totalidade da frota em até cinco anos. Ele reforça que a inclusão imediata de 100% da frota refrigerada poderia inviabilizar a participação de interessados.

Hoje, há apenas 60 automóveis com ar-condicionado circulando pela cidade. “São melhorias que se estendem a 150 mil passageiros que utilizam o sistema diariamente. A inclusão desta exigência é inédita e foi uma determinação prefeito Emanuel Pinheiro. Não existe no Brasil nenhuma frota 100% climatizada”, diz.

O atendimento à população foi garantido com um contrato emergencial de 180 dias. Contudo, caso o processo licitatório seja encerrado antes desse período, uma cláusula prevê a sua interrupção imediata.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO