10.07.2020 | 16h37


GERAL / BOM NEGÓCIO

MT paga quase 70% a menos em testes rápidos do que pagaram outros estados



Governo do Estado afirma que os testes rápidos adquiridos emergencialmente pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) para detecção do coronavírus custaram até 69% menos do que pagaram outros estados brasileiros por produtos similares.

Na primeira compra, efetivada em abril de 2020 junto à empresa Henjo Insdustrial CO, de Hong Kong, foram adquiridos 20 mil testes rápidos no valor unitário de R$ 34,34 e valor global de R$ 682.655,34. A Prefeitura do Estado de São Paulo, o Governo do Estado do Espírito Santo e as Prefeituras de Cáceres (MT) e Rondonópolis (MT) pagaram R$ 110,00

Na outra aquisição, efetivada também em abril de 2020, junto à empresa PMH Produtos Médicos Hospitalares LTDA, de Brasília (DF), a SES-MT adquiriu dez mil testes rápidos no valor unitário de R$ 98,50 e valor global de R$ 985.000,00. Os Governos dos Estados de São Paulo, do Espírito Santo e do Amazonas pagaram R$ 128,33.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO