22.12.2014 | 18h00


GERAL / BATEU EM "GELO BAIANO"

Motorista que capotou Corolla e fugiu do local em incêndio mostra a cara no Facebook

Carro bateu no bloco de concreto, capotou e pegou fogo na Av. do CPA. O caso ocorreu na madrugada de sábado (20).


DA REDAÇÃO

O universitário Eder Paulo foi identificado como o motorista do Toyota Corolla, que pegou fogo ao bater em um bloco de concreto (gelo Baiano) na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), na madrugada de sábado (20).

Em um post na rede social ‘Facebook’, na internet, ele contou que perdeu o controle da direção do veículo e bateu violentamente.

“Sofri um gravíssimo acidente na madrugada de sábado, perdendo o controle do meu carro e colidindo violentamente (no bloco de concreto). Em seguida, o mesmo (carro) pegou fogo rapidamente, por questão de segundos consegui sair sem ferimentos graves”, contou em um trecho do post na rede social.

No entanto, para testemunhas, o motorista estaria dirigindo bêbado, por isso bateu no ‘gelo baiano’. Testemunhas ainda apontam que o estudante trafegava em zigue-zague, em um trecho de linha reta, batendo o carro na frente do supermercado Comper. Em seguida, teria saído do veículo, apresentando sinais de embriaguez e ido de carona em outro carro.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e rapidamente chegou ao local. 

Segundo motoristas que passavam na Av. do CPA, o Corolla permaneceu na via, totalmente destruído, até as 10h, do sábado (20). O veículo só foi retirado com o auxilio de um ‘caminhão guincho’. A Polícia não foi acionada porque não houve vítimas. 

Reprodução Facebook

caroo

Post no Facebook do universitário.

Galeria de Fotos:
Crédito: RepórtermT
Crédito: RepórterMT
Crédito: RepórterMT










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO