25.08.2019 | 11h22


ULTRAPASSAGEM FATAL

Motorista morre após bater Uno contra carretas no Trevo do Lagarto

Conforme a PRF, o Fiat Uno seguia sentido VG-Jangada ultrapassando pelo acostamento uma carreta baú e ao voltar para pista, o motorista perdeu o controle de direção, invadindo o sentido contrário e batendo contra as carretas.


DA REDAÇÃO

Um acidente envolvendo um Fiat Uno e duas carretas, sendo uma que transportava bois, na manhã deste domingo (25), próximo ao Trevo do Lagarto, na BR-364, em Várzea Grande, causou a morte de um motorista de 26 anos, identificado pelas iniciais V.P.L.. A vítima fatal conduzia o carro de passeio, cuja placa é de Barra do Piraí (RJ).

Segundo a concessionária da rodovia, Rota do Oeste, o acidente foi registrado por volta das 8h45. No local, uma equipe de resgate da concessionária que administra o trecho, confirmou a morte da vítima e constatou que os outros dois motoristas dos veículos de carga saíram ilesos. Eles assinaram termo de recusa de atendimento.

As informações iniciais apontam que foi uma batida frontal. Uma das pistas foi parcialmente interditada.

A Polícia Rodoviária Federal também foi acionada e informou que o acidente ocorreu no km 440 da rodovia.

Conforme os primeiros levantamentos da equipe PRF, o Fiat Uno seguia sentido a VG-Jangada ultrapassando pelo acostamento uma carreta baú, e ao voltar para pista, o motorista teria perdido o controle da direção, invadido o sentido contrário batido contra carreta que transportava bois, que vinha de Jangada-VG e em seguida, contra o caminhão baú, que ele ultrapassou. O caminhão boiadeiro saiu de pista e tombou.

Os veículos envolvidos são um Uno prata, placa Brasil (modelo novo), uma carreta Scânia azul, placa de Diamantino (MT), carregada com bovinos e tombou; e uma carreta Iveco branca,  placa de Balneário Piçarras (SC).

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER