10.03.2020 | 12h47


GERAL / APÓS 8 DIAS NA UTI

Menino de 3 anos baleado na cabeça pelo próprio pai morre em Cuiabá

João foi transferido por transporte aéreo do Hospital Regional de Água Boa para o Municipal de Cuiabá no dia 02 de março, segunda-feira, em estado grave.


DA REDAÇÃO

O menino João Lucas Soares Diniz, 3 anos, não resistiu e morreu na manhã desta terça-feira (10) após ficar internado por oito dia na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), onde deu entrada, em estado grave, no dia 3 de março (terça-feira), após ser baleado na cabeça pelo próprio pai, Lucas Diniz da Silva, 27 anos, em casa, no bairro Morada do Sol, em Canarana (823 km da Capital).

Após receber os primeiros atendimentos no hospital municipal de Canarana, João foi encaminhado ao Hospital Regional de Água Boa, mas devido à gravidade da lesão, o garotinho foi reencaminhado, por transporte aéreo, ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde lutou pela vida e resistiu até esta manhã.

A irmã de João, de apenas 6 anos de idade, também foi atingida por tiros na cabeça pelo pai e morreu ainda dentro de uma unidade de saúde do município de Canarana. Após o atentado, Lucas cometeu suicídio com um tiro na cabeça.

Entenda o caso

Por não aceitar o fim do relacionamento e por vingança, Lucas, que havia saído da cadeia há poucos dias, prometeu se vingar ‘de forma terrível’ da ex-mulher por tê-lo denunciado por violência doméstica e o colocado na prisão.

No dia 02 de março (segunda-feira), o acusado pediu pegar os filhos. Afirmou que queria dormir com as crianças porque viajaria no dia seguinte para Água Boa. A mulher deixou.

Ao começar a receber mensagens do ex, a mãe das crianças imediatamente pediu ajuda e acionou a Polícia Militar relatando a situação.

De acordo com o boletim de ocorrência, quando os militares chegaram próximo à casa, encontrou a avó das crianças aos prantos, pois tinha acabado de ouvir os disparos de arma de fogo. Ela afirmou que, após contato com a filha, foi para o local porque previa “um mal maior”.

Os policiais, rapidamente entraram na residência, sendo que encontraram as duas crianças em cima da cama, com disparos de arma de fogo na cabeça. Entretanto, as duas ainda apresentavam sinais vitais, foram socorridas e encaminhadas ao hospital municipal.

Lucas, também com ferimento na cabeça, foi encontrado morto. Veja reportagem completa aqui.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO