30.03.2020 | 11h37


GERAL / NEGLIGÊNCIA MÉDICA

Menina de 5 anos morre em VG após ser mandada para casa com pneumonia grave; Veja vídeo

Primeiro diagnóstico dado para criança foi de 'virose', apesar da grande falta de ar. Na segunda ida ao PS, a criança sequer passou por um médico


DA REDAÇÃO

Uma menina de 5 anos morreu com grave quadro de pneumonia, na madrugada de sábado (28), após não ter recebido o diagnóstico correto quando foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cristo Rei, em Várzea Grande, na semana passada. A menina foi atendida três vezes na unidade e no último atendimento deu entrada em estado grave e foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto-Socorro de Várzea Grande (PSVG).

A criança não resistiu ao severo quadro de pneumonia e morreu na UTI do PSVG, no último final de semana.

A assessoria da Prefeitura informou ao , que uma investigação começou a ser realizada desde a internação da vítima. Um Processo Administrativo (PAD) será aberto para investigar o médico que cometeu o erro, juntamente com as enfermeiras que atuaram nos atendimentos. O Conselho Regional de Medicina (CRM) também será acionado pela Prefeitura.

O Caso 

Inicialmente, a criança foi diagnosticada com ‘virose’ e encaminhada para casa. O pai da vítima relatou que o quadro da filha piorou, então a levou para um segundo atendimento, em sua filha só passou pela triagem e que não foi encaminhada ao atendimento médico por conta do atendimento exclusivo de casos suspeitos de coronavírus.

Uma funcionária da unidade de saúde recomendou ao pai da menina que levasse ela na terça-feira para um postinho ou em uma Policlínica. Ele conta que levou a criança em duas Policlínicas, mas não conseguiu que fosse atendida porque não tinha médicos.

Então, ele decidiu retornar para UPA do Cristo Rei e conversou com uma funcionária da área de triagem que pediu que ele levasse a menina na unidade. Desta vez, ele relata que a criança conseguiu atendimento e o médico pediu que ela fosse internada.

O pai conta que mais tarde a criança foi encaminhada para o Pronto Socorro com água no pulmão.  

"Porque na sexta-feira o médico não fez um exame de sangue. Agora, minha guria esta intubada na UTI do Pronto Socorro de Várzea Grande".

OUTRO LADO

Por meio de nota, as Secretarias Municipais de Comunicação Social; Saúde; Administração e Procuradoria Municipal, em relação ao pedido de esclarecimento deste conceituado órgão de imprensa sobre o falecimento da menor Mariny de Fátima Ventura, ocorrido no último sábado informa:

• A menor, segundo relato dos pais, foi levada ao atendimento da UPA Dr. Farid Seror no Grande Cristo Rei, por três vezes;

• Diante do quadro que se constato grave, foi internada em leito de UTI – Unidade de Tratamento Intensivo, no Hospital Pronto Socorro de Várzea Grande com pneumonia bacteriana, decorrente de uma Otite Aguda;

• Mesmo tendo ficado por três dias sob constante tratamento, a mesma veio a falecer na madrugada do último sábado em decorrência de septicemia (infecção generalizada).

As referidas secretarias municipais informam que assim que foi relatado o ocorrido na UPA Cristo Rei as primeiras medidas de apuração dos fatos foram adotadas e que as mesmas se transformarão em um Procedimento Administrativo Disciplinar – PAD, contra profissionais médicos e de enfermagem e as conclusões serão encaminhadas ao Conselho Regional de Medicina – CRM e ao Conselho Regional de Enfermagem – COREN.

Os órgãos municipais lamentam o ocorrido, externam votos de pesar aos familiares e reforçam a posição da Administração Municipal de apuração dos fatos e punição dos possíveis responsáveis.

Veja vídeo:

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO