14.02.2020 | 19h45


AMEAÇOU EX DE MORTE

Justiça converte prisão temporária em preventiva e mantém juiz de futebol na cadeia

O caso está em segredo de Justiça, porém, outras denúncias de agressão contra mulher pesaram na decisão da Justiça


DA REDAÇÃO

O juiz Anderson Candiotto, da 2ª Vara Criminal de Sorriso (420 km de Cuiabá), determinou a prisão preventiva do arbitro Adilson Rodrigo dos Santos. Ele é acusado de ameaçar a ex-mulher de morte por não aceitar o término do relacionamento. 

A decisão do juiz é desta sexta-feira (14). Conforme noticiado pelo , Adilson é da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) e também atua como personal trainer.

O mandado de prisão foi expedido pela Justiça após solicitação da Polícia Civil, que entendeu como grave às ameaças praticadas pelo agressor.

O processo está em segredo de Justiça, mas, conforme apurado, a reincidência nas agressões contra mulheres foi um fator que pesou para o magistrado decidir por manter o acusado na cadeia.

A ordem de prisão foi cumprida na tarde de quarta-feira (12), em um distrito de Primaverinha localizado há 30 km de Sorriso.

Leia mais: Árbitro ameaça ex de morte e acaba preso em MT; arma foi apreendida

Na casa do árbitro, os policiais ainda localizaram uma pistola com 2 carregadores e 37 munições.

Os detalhes de como as ameaças aconteceram não foram reveladas pela Justiça.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO