26.08.2015 | 14h55


GERAL / TRANSTORNO SEM FIM

Justiça autoriza mais 4 meses de prazo para Estado fazer estudo sobre obra parada do VLT

Obra só deve ser retomada em 2016. Em quatro meses, empresa especializada fará o levantamento de quanto é necessário para fazer para o trem urbano circular e com isso somar o montante da real dívida do Estado com o Consórcio.


DA REDAÇÃO

Qualquer decisão a favor ou contra a continuidade das obras do VLT só deve sair em 2016. Ocorre que netsa terça-feira (25), o juiz Ciro Arapiraca, da 1ª Vara Federal de Mato Grosso, acatou um pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e deu quatro meses de prazo para realização de um estudo, que avalie se é procedente o valor que está sendo cobrado pelo Consórcio VLT para terminar as obras do empreendimento bilionário, que deveria ter ficado pronto até a Copa de 2014, e que está parado desde janeiro deste dezembro de 2014.

O consórcio quer quase R$ 1 bilhão a mais, do valor contratado. O governo avalia que a cobrança é excessiva, porque já pagou R$ 1 bilhão, do contrato que soma R$ 1,4 bilhão.

O Consórcio quer quase R$ 1 bilhão a mais, do valor contratado, para finalizar a estrutura necessária para o VLT rodar, já que estariam faltando muitos serviços para serem prestados. O governo do Estado alega que já pagou R$ 1 bilhão, do contrato que prevê o custo de R$ 1,4 bilhão e avalia que é uma reivindicação excessiva. Dessa quantia, R$ 500 milhões foram para pagar os vagões, comprados precocemente.

O caso está na Justiça Federal, que tentou intermediar um acordo entre as partes.

Não havendo avanços, a PGE protocolou na segunda-feira (25) com o pedido de prazo para contratar empresa especializada em levantamentos econômicos de obras, alegando que, para o cálculo ser seguro, precisa verificar muitos detalhes.

Mais informações sobre este assunto aqui.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Odenor  26.08.15 19h05
ENQUANTO ISSO, TUDO VAI APODRECENDO E O DINHEIRO DO POVO, MAIS UMA VEZ, INDO PARA O RALO. E ONOVO GOVERNO VAI EMPURRANDO COM A BARRIGA.

Responder

0
0

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO