12.07.2020 | 07h43


GERAL / 90 QUIMIOTERAPIAS

Jovem pede ajuda para tratamento de transplante de medula óssea

Rebeca Raíssa de Arruda Guarim, de 22 anos, consegui o tratamento em Brasília, mas não possui condições financeiras de se manter na capital do país devido


DA REDACÃO

A jovem Rebeca Raíssa de Arruda Guarim, de 22 anos, criou uma vaquinha online na qual pede ajuda para conseguir ir para Brasília, onde deve realizar o transplante de medula óssea. A jovem luta contra um câncer há mais de dois anos e teve os sonhos interrompidos pela doença.

Ela pede auxílio, já que não tem condições de se manter na cidade para receber seu tratamento. Seu pai é autônomo e com a pandemia perdeu sua renda. No momento, sua mãe é a única que está empregada e o dinheiro não dá para sustentar a família e o tratamento da garota. Ela tentou ajuda governamental, mas foi negada.

REBECA

Rebeca, antes de iniciar o tratamento

Rebeca sonha em fazer medicina. Ela chegou deixar o país para estudar, mas o diagnóstico mudou sua vida. Desde então, ela convive com os altos e baixos do câncer e luta pela sua vida.

“Nestes anos, eu passei por coisas absurdas, troquei de protocolos quimioterápicos cinco vezes e nenhum funcionava, pois meu corpo se adaptava com muita facilidade. Eu cheguei a fazer quase 90 quimioterapias com respostas extremamente razoáveis”, conta.

Com muita burocracia, a jovem conseguiu que o Sistema Único de Saúde (SUS) pagasse um tratamento de imunoterapia no valor de R$ 600 mil, para que assim ela começasse ter alguma reposta.

Diante disso, ela continuou tentando o transplante de medula óssea, do qual precisa, e finalmente foi aceita. 

“Eu ficarei cerca de dois meses em Brasília, e para quem desconhece o custo de vida lá é meio exorbitante… É impossível me manter com tantos custos que eu acabo gerando”, explica.

"Eu sinto até um pouco de vergonha de pedir dinheiro, tendo em vista a situação do nosso país. Mas, este é um momento crucial na minha vida, no qual eu posso me livrar do câncer e ter mais qualidade de vida".

Para contribuir, valores podem ser depositados na conta de Rebeca ou de sua mãe Raquel. A doação também pode ser feita pelo site Vakinha, clicando aqui. 

 

Conta para contribuição:

CONTA CAIXA

REBECA RAISSA ARRUDA GUARIM

CPF: 059.523.141-12

AGÊNCIA: 1918

OPERAÇÃO: 013

CONTA POUPANÇA: 52035-2

 

CONTA BANCO DO BRASIL

RAQUEL MARIA A CONCEIÇÃO GUARIM

CPF: 551-544.841-34

AGÊNCIA: 1216-5

CONTA CORRENTE: 93094-6

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO