19.09.2014 | 10h24


VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO

Jovem morre após bater moto de frente com Pálio em Cuiabá

Condutor do veículo que motociclista bateu, passou por teste do bafômetro que não apontou álcool no sangue.


DA REDAÇÃO

O motociclista Jhonatan Becker, de 22 anos, morreu após bater de frente com um Pálio, na Rua Antônio Dorileu, em frente ao Hotel Fazenda Mato Grosso, no bairro Cophema, em Cuiabá. A colisão fatal ocorreu por volta das 20h30h, desta quinta-feira (18).

Conforme informações da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito da capital, o motorista explicou aos policiais, que teria ligado a seta do carro, indicando que iria virar para entrar em um condomínio, quando bateu de frente com a Honda Twister de cor preta.

Com o impacto da colisão o motociclista foi arremessado da moto a cerca de 10 metros de distância. Ele acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que levou a vítima para o Pronto Socorro Municipal.  No entanto, Jhonatan morreu no box de emergência.

Agentes da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) foram até o local para apurar as causas da colisão. Diante do impacto do motociclista com o carro, existe a possibilidade de Jhonatan estar trafegando em alta velocidade. Porém o laudo conclusivo só deve sair daqui 30 dias.

Ainda no local da colisão, uma guarnição da Polícia Militar realizou o teste de alcoolemia (bafômetro) no motorista, que não apontou álcool no sangue. Mesmo assim, ele foi encaminhado a delegacia para prestar depoimento. O condutor ainda pode ser autuado por homicídio culposo (quando não há intenção de morte).

Na rede social 'Facebook' da internet, o motociclista postou fotos pilotando em alta velocidade. Em uma das imagens é possível ver que ele (Jhonatan) trafega em uma via a 140 km/h.  

Reprodução Facebook

moto

Motociclista trafegando em alta velocidade

VIROU ROTINA

Ainda nesta quinta-feira (19), por volta das 3h, o administrador Frederico Soares Campos Neto, de 32 anos, neto do ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá, Frederico Campos, morreu após bater o Gol que diria em um poste, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), em Cuiabá. 

Com o impacto da colisão, o carro ficou totalmente destruído, quase partido ao meio. O veículo ainda destruiu totalmente o pilar de concreto. As causas da colisão, como a velocidade que o motorista estava dirigindo no momento da batida, devem ser descobertas após a conclusão do laudo da Politec.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Denis  19.09.14 16h59
Primeiro erro: Não se escreve Joven com N e sim com M (Jovem) Segundo erro: A vítima não foi lançada a cerca de 10 metros, a vítima ficou em baixo do veículo, após populares se mobilizarem, o veículo foi levantado e o mesmo foi removido.

Responder

0
0
Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER