31.01.2015 | 10h43


RISCO DE CONFLITO

Índios fazem liberação parcial de rodovia no Norte de MT

Para liberar permanente da pista, os indígenas querem uma resposta de Brasília.


DA REDAÇÃO

Indígenas da etnia terena, que vivem em aldeiras dentro do município de Colíder, no Norte de Mato Grosso, liberaram a BR-163 entre Itaúba e Nova Santa Helena, após um dia de bloqueio. O tráfego no local está sendo normalizado com auxilio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que liberou primeiro os ônibus, depois carros de passeio e em seguida irá liberar as carretas.

O que preocupa é que os cerca de 50 indígenas que estão no local, não garantem a liberação por muito tempo. Eles estão reivindicando melhorias na Saúde e Infraestrutura.

Eles denunciam postos de saúde inacabados, falta de médicos, remédios e viaturas, além de pouca infraestrutura nas bases de atendimento e a falta de combustível para carro, barco e avião. Reivindicam motores geradores e placas solares para obterem energia e conservarem medicamentos.

 

Informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) dão conta de que há risco de conflito entre índios e motoristas impedidos de passar. Os indígenas estão armados com arco e flechas. Motoristas estariam ameaçando com facas e facões. O clima é de tensão no local.

Para liberar permanente da pista, os indígenas querem uma resposta de Brasília. Em cinco horas de bloqueio, se formou mais 20 quilômetros de congestionamento nos dois sentidos, na manhã de sexta-feira.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER