07.12.2019 | 18h07


PIAUÇU E PIRAPUTANGA

Grupo de pescadores pede ajuda para soltar 100 mil peixes no Rio Cuiabá

O grupo pretende dobrar o número da edição anterior do projeto Peixamento, quando foram soltos 35 mil alevinos no Rio Cuiabá


DA REDAÇÃO

O Projeto Peixamento, que está repovoando o Rio Cuiabá, está com previsão de soltar 100 alevinos das espécies Piauçu e Piraputanga na edição 2020. Para que a meta seja batida, o grupo de pescadores amadores, empresários, amigos e simpatizantes da preservação da natureza fizeram uma ‘Vakinha’ online para arrecadar fundos e comprar os peixes que serão soltos.

Está será a 3ª edição do projeto e, caso a previsão se confirme, o grupo vai dobrar o número da edição anterior, onde 35 mil alevinos foram soltos no Rio Cuiabá, na região de Santo Antônio do Leverger (35 km de Cuiabá).

Para ajudar o projeto, basta acessar o link da “Vakinha Online” (AQUI). A meta é arrecadar R$ 20 mil para a compra dos peixes que serão soltos.

O diretor do projeto, Raphael Veronez, afirma que o principal objetivo é impedir que a pesca amadora e predatória acabe com os peixes.

RepórterMT/Pesca e Companhia CBA

peixamento

Previsão é soltar 100 mil peixes no Rio Cuiabá.


“Essas duas espécies são as mais pescadas nessa região. A nossa intensão é devolver os peixes que são tirados. É uma iniciativa para o repovoamento do rio”, afirma.

A intenção do projeto é a proteção ambiental. Qualquer quantia doada será revertida para ações de preservação do Rio Cuiabá

“Temos como dever inquestionável fazer algo em prol da natureza, pois, mesmo que involuntariamente, acabamos interferindo no estado natural do nosso planeta e isso faz com que tenhamos uma responsabilidade ambiental. Pretendemos reverter todo apoio recebido em ações em prol da longevidade dos peixes nos rios da nossa região. Qualquer quantia fará a diferença. Podemos construir um futuro melhor para as próximas gerações”, afirma.

Edições anteriores

O primeiro ano do Projeto Peixamento Pesca & Companhia aconteceu no ano de 2018, com a soltura de 25 mil peixes.

Em 2019 foram 35 mil unidades e, agora, na 3ª edição, a meta é bater 100 mil alevinos, que serão soltos para repovoar o Rio Cuiabá.

Dúvidas sobre como repassar as doações podem ser tiradas com: Raphael Veronez, pelo telefone (65) 9 9677-3292.

 

 
Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO