22.03.2020 | 15h15


GERAL / HOSPITAL FEMINA

Grávida é diagnosticada com Covid-19 e fica em isolamento com a família

Conforme apurado, casos de pessoas com sintomas leves são orientados a se isolar em casa.



Uma grávida foi diagnosticada com os sintomas do novo Coronavírus, em antendimento no Hospital e Maternidade Femina, em Cuiabá, no final da tarde de sábado (21). Ela relatou que o marido e o filho também estão com os mesmos sintomas. Por serem sintomas considerados ‘leves’, ela foi liberada para se tratar em isolamento domiciliar e toda a família deve ficar em isolamento.

Conforme apurado pelo , não há testes para todos os pacientes e, por conta disso, os exames são realizados apenas em situações que o paciente esteja em estado grave de saúde.

Em contado com a reportagem, a assessoria do hospital confirmou que a unidade está seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, onde é considerado como caso suspeito de Coronavírus todos pacientes que apresentem sintomas de resfriados ou gripes.

A orientação ocorre após a confirmação de transmissão comunitária do novo Covid-19 no país, ou seja, quando não é mais possível identificar de onde o vírus foi contraído.

De forma oficial, o hospital ainda afirmou que não tem nenhum caso de coronavírus confirmado. Testes foram feitos em pacientes com sintomas graves deram negativo.

Em Mato Grosso, há dois casos oficialmente conformados pelo Governo. Um em Cuiabá e outro em Várzea Grande.

Um empresário, que foi primeiro caso diagnosticado, inclusive, foi liberado do Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, para se tratar em casa.

Leia mais: 1º caso de coronavírus de MT, diretor de fábrica deixa Hospital Santa Rosa

Governo confirma caso de coronavírus em Várzea Grande

A secretaria municipal de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá), chegou a confirmar um caso na cidade, mas o Estado não contabilizou. Isso porque só são considerados casos confirmados de coronavírus os que foram analisados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT).

Veja a nota na íntegra

Nota de esclarecimento

O Hospital e Maternidade Femina informa que não há, até o momento, casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19) que tenham passado pela instituição.

Todos os casos suspeitos que passaram pela Femina na última semana foram notificados ao Estado e também tiveram exames colhidos. Em nenhum deles houve resultado positivo para o COVID-19.

A infectologista da Femina, Kadja Samara Souza, lembra que desde sexta-feira (20.03), após o Ministério da Saúde ter assumido que o país tem transmissão comunitária, todos os pacientes com sintomas respiratórios com ou sem febre passaram a ser suspeitos.

No entanto, a orientação é colher exames apenas em pacientes que forem internados e estejam em situação mais crítica. A medida tem sido tomada em todo o país.

A infectologista da Femina ainda reforça que todo e qualquer paciente que apresente sintomas respiratórios como tosse, com ou sem febre, passa a ser suspeito e deve ficar em isolamento por 14 dias.

O isolamento é determinado pelo médico e visa a redução de possível transmissão. Os pacientes, inclusive, devem assinar um termo de consentimento de que ele foi orientado a permanecer em casa.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO