15.07.2019 | 07h00


PEPINO SOBRE TRILHOS

Governo Federal ajuda MT e quer solução para o VLT ainda este ano

Obra judicializada está parada há cinco anos e já custou mais de R$ 1 bilhão aos mato-grossenses.


DA REDAÇÃO

Em entrevista ao Conexão Poder, o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho declarou que o Governo Federal entende que o Estado precisa encontrar uma solução para obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que está parada há cinco anos devido a várias ações judiciais que investigam esquema milionário de corrupção.

Mauro Carvalho pontuou que tanto para Mato Grosso, quanto para a União, a não conclusão da obra traz desconforto para todos.

“Governo Federal é sensível a isso também e que nós temos que entregar uma solução este ano. Não tem como postergar isso. Estamos falando de uma obra que está paralisada há cinco anos. Olha o desconforto para a população sem falar no prejuízo”, destacou.

“Governo Federal é sensível a isso também e que nós temos que entregar uma solução este ano. Não tem como postergar isso. Estamos falando de uma obra que está paralisada há cinco anos. Olha o desconforto para a população sem falar no prejuízo”, destacou.

Sobre as constantes críticas, principalmente feitas pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), devido à demora do Palácio Paiaguás para apresentar uma solução para o caso e após o governador sinalizar que poderia trocar o modal por um mais barato, como o BRT (Bus Rapid Transit), ele destaca que essa gestão está fazendo o que deveriam ter feito antes.

“Essas críticas não cabem à gente, porque não fomos nós que inventamos o VLT, que licitamos e essa decisão vem de anos anteriores. O que o governador Mauro Mendes está fazendo é dar uma solução que até hoje ninguém deu. É muito fácil criticar, mas as pessoas têm que entender que participaram desse projeto. Hoje é muito fácil sentar  em uma cadeira e criticar a situação do governador”, rebateu Mauro Carvalho.

Ele lembrou que antes da retomada da obra, é preciso debater a situação com os mato-grossenses.

“O governador está discutindo o VLT com toda a população, empresários que têm interesse e já tivemos três reuniões em Brasília. Pode ter certeza, na hora em que o governador tomar essa decisão é porque ele já ouviu todo mundo e viu o que é melhor para Baixada Cuiabana, para os mato-grossenses”, afirmou.

O impasse

Mauro Mendes prometeu anunciar se enterra de vez ou não o projeto de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos em Cuiabá e Várzea Grande  até agosto deste ano.

No entanto, o assunto ainda é tratado com cuidado tanto pelo governador, quanto pelo seu secretariado.

No último dia 27, o governador disse estar, neste momento, construindo vários cenários e possibilidades. Porém, até o momento, o Palácio Paiaguás, segundo o chefe da Casa Civil, ainda não tem uma definição sobre a obra do modal, que está parada desde dezembro de 2014 e já consumiu mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos sem que andasse um metro sequer.

Clique aqui e veja a entrevista completa











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER