11.06.2019 | 13h50


VEJA FOTOS

Família é retirada por risco de novos desabamentos no entorno de obra de prédio da Gerencial

No fim da tarde de segunda-feira (10), parte de uma creche filantrópica da Igreja Nossa Senhora do Carmo desabou. A possibilidade de desabamento, causada pelo impacto da obra do Edifício Villaggio, já era prevista pela Defesa Civil desde 2018.


DA REDAÇÃO

A Defesa Civil confirmou ao , nesta terça-feira (11), que ainda há risco de novos desabamentos no entorno da construção do Edifício Villaggio Calábria, na Avenida São Sebastião, no bairro Goiabeiras. A obra pertence à Gerencial Construtora

A reportagem esteve no local e constatou a retirada de uma família, que mora aos fundos da obra. A casa foi interditada devido aos riscos. Conforme a Defesa Civil, a estrutura da residência foi comprometida. Os moradores não quiseram gravar entrevista e nem permitiram imagens. 

“Pedimos que os ocupantes da casa se retirassem do local”, relatou o diretor do órgão, capitão Joalino Domingos Ferreira.

No fim da tarde de segunda-feira (10), parte de uma creche filantrópica da Igreja Nossa Senhora do Carmo desabou. A possibilidade de desabamento, causada pelo impacto da obra, já era prevista pela Defesa Civil desde 2018. O prédio estava vazio no momento do deslizamento de terra, pois está interditado desde novembro do ano passado. Não houve vítimas no acidente, de segunda-feira.

“Nós detectamos que partes da igreja e da creche ficaram comprometidas, algumas caíram e outras estão comprometidas”, afirma o diretor da Defesa Civil.

“Nós viemos ano passado no local. Tendo em vista as avarias que havia na obra, na igreja e na creche e o risco que corria pela profundidade da construção, pelas coisas que estavam sendo feitas, houve a interdição pela Defesa Civil”, explica o capitão.  

A equipe do não teve autorização para entrar na igreja, segundo o pároco, padre Isaias Bernardo Monteiro da Silva, responsável por gerir a comunidade religiosa, ainda há risco de que outras partes do edifício caiam, por esse motivo não é possível entrar no local, sendo perigoso.

“Nós detectamos que partes da igreja e da creche ficaram comprometidas, algumas caíram e outras estão comprometidas”, afirma o diretor Joalino.

“Nós viemos ano passado no local. Tendo em vista as avarias que havia na obra, na igreja e na creche e o risco que corria pela profundidade da construção, pelas coisas que estavam sendo feitas, houve a interdição pela Defesa Civil”, explica.

De acordo com o padre Isaias, as aulas continuam, em um prédio alugado pela Gerencial Construtora, na Avenida 8 de Abril. As missas realizadas na comunidade Nossa Senhora do Carmo foram transferidas para a matriz, a paróquia Mãe dos Homens.

A Defesa Civil deve emitir um relatório sobre a obra, dentro de cinco dias.

A Gerencial Construtora arcou com os custos do realojamento da família e se comprometeu com a recuperação dos espaços afetados.

Outro lado

A construtora emitiu nota afirmando que tomou todas as medidas de cautela necessárias, que a construção da Torre do Edifício Villaggio Calábria somente será iniciada após a realização de todos os ensaios e efetiva constatação de que não há qualquer risco para a contenção do terreno e garantiu que cumprirá com a entrega dos apartamentos.

 

Veja a nota na íntegra 

Diante das notícias veiculadas pela imprensa sobre o rompimento da contenção do terreno onde será construído o empreendimento Edifício Villaggio Calábria, a empresa GERENCIAL vem a público informar o seguinte:

1)- Desde o mês de janeiro de 2019 a empresa GERENCIAL vem realizando ensaios no referido terreno em decorrência das características e peculiaridades do referido solo.

2)- A contenção que estava sendo realizada e ruiu faz parte dos ensaios preliminares antes do início da construção da Torre do empreendimento, cujos ensaios foram realizados sem qualquer espécie de risco para os operários da obra;

3)- Para que os ensaios não causassem prejuízos para a vizinhança, todas as cautelas foram adotadas pela Gerencial, inclusive a mudança da Creche vizinha para outro local, tudo sob às expensas da empresa;

4)- A Gerencial já havia se comprometido desde janeiro de 2019 a recuperar o prédio antigo da referida Creche, o que ocorrerá imediatamente;

5)- A construção da Torre do Edifício Villaggio Calábria somente será iniciada após a realização de todos os ensaios e efetiva constatação de que não há qualquer risco para a contenção do terreno;

6)- A empresa Gerencial assegura aos seus clientes e ao público em geral, que as obras do Edifício Villaggio Calábria serão em breve retomadas, após a conclusão de todos os ensaios e com a certeza de que o empreendimento não trará nenhum risco para os adquirentes dos apartamentos, aos futuros moradores e que o prazo de entrega está mantido.

7)- A Gerencial é empresa genuinamente mato-grossense, fundada há mais de quarenta anos em Cuiabá, e durante a sua existência sempre cumpriu todos os compromissos com os clientes, principalmente quanto à segurança e qualidade de seus empreendimentos, prazos de entrega e apoio após a ocupação do edifício. E assim continuará atuando na sua atividade, seja em relação ao Edifício Villaggio Calábria, seja em relação a todos os seus empreendimentos.

Atenciosamente,

GERENCIAL CONSTRUTORA E ADMINISTRADORA LTDA

Galeria de Fotos:
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza
Crédito: Maju Souza










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER