09.04.2020 | 01h32


GERAL / VÍTIMA DA COVID-19

Família confirma morte, mas nega que filho médico tenha contaminado idoso com coronavírus

A.P., 82 anos, não resistiu à doença e morreu na noite dessa quarta-feira (08) no município de Cáceres


DA REDAÇÃO

A família de A.P., 82 anos, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Luiz, em Cáceres (221 km de Cuiabá), confirmou a morte do idoso por covid-19, na noite dessa quarta-feira (08), mas negou que ele tenha sido infectado pelo filho, que é médico, durante viagem à cidade de Taboão da Serra, em São Paulo, onde passou por tratamento de saúde. 

Em nota, os filhos explicaram ainda que a mãe, I.P., 69 anos, que também contraiu a doença, segue internada na clínica do hospital e seu estado de saúde é estável.

O comunicado destaca que, após a internação e resultado dos exames com resultado positivo para Coronavírus, diversas informações inverídicas começaram a circular. Os filhos citam como exemplo uma notícia apontado que os idosos viajaram de Cuiabá para Cáceres de ônibus, sendo que na realidade eles desembarcarem no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande e, imediatamente, pegaram um Uber para o município vizinho.

“O ato de divulgar essas notícias falsas é uma atitude, além de desrespeitosa, sem qualquer empatia com o momento tão crítico que a família vem passando”, finaliza família, por meio, de sua assessoria jurídica.

Veja nota na íntegra

“A Família de A.P, em razão de inúmeras notícias que circulam sobre o falecimento de seu pai vem a público esclarecer o seguinte: No madrugada do dia 23/03/2020, os senhores A.P e I.P, desembarcaram no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, após estadia em Taboão da Serra/SP, para realização de um tratamento de saúde. Ao chegarem em Cuiabá, vieram imediatamente para Cáceres, de Uber, e desde o momento em que chegaram na cidade, até darem entrada no Hospital São Luiz, mantiveram-se em isolamento social, sem realizar nenhum tipo de contato com qualquer público externo. No dia 31/03/2020, ao terem sintomas típicos da Sars-COVID-2, entraram em contato com sua filha J.P, que reside em Cáceres, e ela os conduziu ao Hospital São Luiz. Desde então, a filha do casal também se encontra em isolamento social, e está sendo monitorada pela Secretaria de Saúde do Município. Infelizmente, nesta noite, o senhor A.P faleceu, em decorrência da COVID-19, no entanto, a senhora I.P segue bem e estável, internada na clínica médica do Hospital São Luiz. A família reitera a todos que qualquer informação de que seus pais vieram de ônibus para Cáceres, e que teriam contraído o vírus de seu filho A.P.J, que é médico no estado de São Paulo, é inverídica. O momento é de muita dor para toda a família, e o ato de divulgar essas notícias falsas é uma atitude, além de desrespeitosa, sem qualquer empatia com o momento tão crítico que a família vem passando. Sem mais para o momento, Juliana Sales Pavini, advogada da família”.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO