19.05.2019 | 11h07


REABERTURA DA SANTA CASA

Estado anuncia pagamento de salários atrasados em 1 semana e prepara seletivo

Governo realiza uma série de ações com objetivo de reabrir o hospital filantrópico até a primeira quinzena de junho.


DA REDAÇÃO

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), que assumiu a administração a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, há duas semanas, calcula o valor de pagamento de salários atrasados dos funcionários da unidade e prepara processo seletivo para contração de servidores,além de uma série de medidas como reformas internas, compra de equipamento e dedetização da unidade, que está  infestada de ratos. Ações visam dar condições de reabrir, na primeira quinzena de junho o hospital filantrópico, que está fechado desde 11 de março.

A data do pagamento dos salários atrasados deve ser anunciado pelo Governo no próximo dia 27, durante a rodada de negociação com os trabalhadores, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MT).

Para isso, a SES está concluindo um levantamento de todo inventário do hospital (bens e imóveis), que será crucial para o pagamento das indenizações no valor de R$ 9,6 milhões, conforme os números divulgados pelos sindicatos que representam os trabalhadores da Santa Casa.

Outra medida concreta é a realização de um processo seletivo para contratar mais funcionários na unidade, já que houve muitas demissões por conta da crise financeira do hospital. A SES informou que o edital será lançado nos próximos dias.

“Atualmente constam 637 servidores (exceto médicos) na folha mensal da Santa Casa de Cuiabá. Nesse sentido, a SES realiza um levantamento do número de servidores necessários para o perfeito funcionamento da unidade”, informou a Secretaria, por meio da assessoria de imprensa.  

Destacou ainda que é provável que nem todos os funcionários sejam recontratados, "entretanto, a atual gestão se empenha na otimização deste processo e no aproveitamento da maioria dos servidores".

Nessas duas semanas de Requisição Administrativa, de concreto, a SES também executa obras de adequação, como troca de piso da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), reforma do telhado, adequação da rede elétrica e demais manutenções prediais.

A pasta acrescentou que calcula gastar R$ 70 mil para dedetizar o hospital, que fechado desde o dia 11 de março resultou em ambientes com paredes mofadas e infestação de pragas, principalmente de ratos.

O procedimento de higienização começou nos primeiros dias de atuação da Secretaria dentro da Santa Casa e deve ser finalizado até o início de junho, quando o Governo pretende reabrir as portas do hospital.

“O fechamento da unidade ocasionou uma série de problemas graves, como infestações de ratos e mofos que tornam inviável a reabertura imediata do hospital”. 

O Governo do Estado assumiu a administração da Santa Casa no último dia 2 de maio, por meio de uma Requisição Administrativa. O processo é diferente de uma intervenção estadual, que envolveria a mudança do CNPJ da instituição. 

Leia mais

Estado prevê reabrir Santa Casa dentro de 30 dias; hospital foi fechado em 11 de março

Estado pede 15 dias para conseguir dinheiro e pagar salários atrasados da Santa Casa

Emanuel oferece ajuda a Mauro: 'Se não unirmos quem perde é Cuiabá'

Estadualização da Santa Casa já era planejada há mais de um mês

Governo pode contratar funcionários da Santa Casa para regularizar salários

Mauro anuncia que Governo passa a comandar a Santa Casa

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER