05.09.2019 | 09h10


CORTE DE GASTOS

Endividada, UFMT anuncia racionamento de energia e redução na segurança

Assessoria informou que reitoria prepara ofício para demostrar período sombrio das finanças da universidade.


DA REDAÇÃO

A reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) prepara um ofício para anunciar nesta quinta-feira (05) a suspensão de vários serviços essenciais para os campi. A medida tomada de forma emergencial ameaça afetar todos os setores e diretorias independentes de Ciências espalhados por Mato Grosso. São aproximadamente 37 unidades autônomas a sofrerem com o corte.

À reportagem, a Coordenação de Comunicação e Imprensa informou que nesta quarta-feira (04), houve uma reunião com vários representantes de institutos de iniciativa Científica para debater a medida. No entanto, a assessoria não soube informar se foi uma decisão deliberativa ou apenas informativa para a promoção da suspensão.

Informações adicionais dão conta de que a reitoria da UFMT anunciou a paralisação de diversos serviços essenciais como limpeza, manutenção da portaria e segurança armada, além da suspensão do recesso do Restaurante Universitário (RU) nas férias e racionamento de energia elétrica.

A UFMT alega que as medidas ocorrem porque Ministério da Educação (MEC) anunciou corte de 30% no orçamento das universidades federais.

A universidade dá indícios de que a suspensão orçamentária irá afetar diversas unidades acadêmicas e serviços administrativos.

Assessoria de comunicação da UFMT informou que enviará uma nota ao tratando sobre o assunto.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Cidadão Cuiabano  05.09.19 09h44
Anunciar que a segurança será diminuída??? Os bandidos agradecem...

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER