22.10.2014 | 06h00


LEGADO DE SILVAL

Empresa entrega relatório preliminar de cinco obras 'paradas' da Copa

O engenheiro da empresa preferiu não antecipar quais obras já foram vistoriadas


DA REDAÇÃO

A empresa LSE – Laboratório de Sistemas Estruturais LTDA deve concluir e entregar até esta quarta-feira (22) o relatório preliminar de análise de cinco obras que estão sendo executadas pela Secretaria Extraordinária da Copa do mundo (Secopa). Outras oito obras ainda serão analisadas pela empresa. 

 

De acordo com o engenheiro da empresa, Pedro de Almeida, o relatório era para ter sido entregue na última sexta-feira (17), mas os laudos não foram concluídos em tempo hábil.

“Na quarta-feira vamos entregar o documento, e na quinta-feira vamos nos pronunciar sobre o que foi constatado”, explicou. Pedro Almeida preferiu não antecipar quais obras já foram vistoriadas.  

A LSE foi contratada após exigência do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e receberá R$ 2.591.581,40, com o prazo de 90 dias para realizar a avaliação estrutural e ensaios dinâmicos de 13 obras executadas em Cuiabá e Várzea Grande.

A vistoria visa amenizar a desconfiança da população quanto à qualidade das obras que estão sendo executadas pela Secopa.

Serão vistoriadas as obras da Trincheira Santa Rosa, Trincheira/Viaduto do Tijucal, Trincheira da Avenida dos Trabalhadores/Jurumirim, Viaduto do Despraiado, Trincheira Verdão/Santa Isabel, Trincheira Ciríaco Cândia, Viaduto Dom Orlando Chaves/FEB, Viaduto Aeroporto (VLT), Trincheira do Zero KM, Ponte Júlio Muller, Viaduto da Sefaz, Viaduto da UFMT e Viaduto da MT-040.

SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

Os serviços serão executados por duas equipes, em três etapas simultâneas. Análise de documentos, inspeção visual e ampliação da investigação ou inspeção visual aprofundada caso surja algum indício de anomalia na obra. A última etapa serão os ensaios dinâmicos com prova de carga e equipamentos especiais.

Será feita a avaliação estrutural das pontes, viadutos e trincheiras, realização de ensaios de esclerometria, determinação de características de resistência e rigidez do concreto, levantamento topográfico, realização de ensaios de sondagens, mobilização para os ensaios dinâmicos, instrumentação do veículo padrão (com capacidade de 45 toneladas), monitoramento das respostas das obras em relação às ações do vento, temperatura e vibrações induzidas por veículos, calibração do modelo numérico com os resultados experimentais, identificação do comportamento estrutural para os diferentes estados de solicitação das estruturas e diagnóstico das obras, com as recomendações para a manutenção. 

O CONTRATO 
 

O contrato com a empresa LSE - Laboratório de Sistemas Estruturais LTDA, foi publicado no Diário Oficial que circulou no dia 01 de outubro. A empresa foi contratada em caráter de urgência, após o TCE identificar problemas no Viaduto Jamil Nadaf – Sefaz – que na época estava passado por análises do Consórcio VLT. Temendo que a obra desabasse, o Tribunal exigiu que a obra fosse escorada enquanto a estrutura fosse refeita.  











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER