alexametrics
10.10.2014 | 10h00


GERAL / QUALIDADE EM XEQUE

Empresa dona de contrato milionário na Secopa deve vistoriar Viaduto da Sefaz este mês

Viaduto foi muito contestado durante a obra e segue interditado há dois meses


DA REDAÇÃO

Após a conclusão da vistoria nas obras da Trincheira do Santa Rosa, prevista para o dia 15 de outubro, a empresa empresa LSE – Laboratório de Sistemas Estruturais LTDA, deve iniciar a fiscalização no Viaduto Jamil Nadaf – Sefaz, na Avenida do CPA, mas não há data definida. A empresa realizará um Raio X nas obras inacabadas e apontará quais os problemas e soluções para as situações identificadas. A empresa ganhou um contrato milionário com a Secopa para tais vistorias, no valor de mais de R$ 2,5 milhões. As obras que preparariam Cuiabá para a Copa, seguem à passos lentos, mesmo após mais de 2 meses do fim do torneio mundial.   

De acordo com a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), os laudos emitidos pela empresa, além de trazerem um diagnóstico das obras, apresentará ao Governo um manual de manutenção, visando garantir a qualidade e durabilidade, apontando quando deve ser feita a manutenção novamente. Pelo andar da carruagem, se a

O Consórcio VLT admitiu a necessidade de reforçar a base do viaduto, depois que o diretor do CREA, André Schuring denunciou a precariedade da obra e o risco de entrar em colapso total.

empresa trabalhar com seriedade que se espera, muitas surpresas desagradáveis devem constar nos laudos. 

O Viaduto da Sefaz, que estava liberado para o trânsito desde o dia 10 de fevereiro, foi totalmente interditado no inicio de agosto, para que fosse realizada a proteção dos cabos de energia, para evitar furtos, mas poucos dias depois, o Consórcio VLT admitiu a necessidade de reforçar a base do viaduto, depois que o diretor do CREA, André Schuring denunciou a precariedade da obra e o risco de entrar em colapso total. O problema é que, fechado há mais de dois meses, nada foi feito no lugar até agora. 

A assessoria da Secopa informou que o local foi cercado por tapumes, que limitariam o acesso dos pedestres e inicial a marcação da obra, mas ainda não foi definido como vai funcionar a reestruturação que deve ser concluída até o final de dezembro. Até lá, caos no trânsito deve ser a marca da região do Centro Político de MT. 

O CONTRATO

Além do Viaduto da Sefaz e da Trincheira do Santa Rosa, as obras da Trincheira/Viaduto do Tijucal, Trincheira da Avenida dos Trabalhadores/Jurumirim, Viaduto do Despraiado, Trincheira Verdão/Santa Isabel, Trincheira Ciríaco Cândia, Viaduto Dom Orlando Chaves/FEB, Viaduto Aeroporto (VLT), Trincheira do Zero KM, Ponte Júlio Muller, Viaduto da UFMT e Viaduto da MT-040, serão vistoriadas pela LSE.

O contrato com a empresa foi assinado no dia 01 de outubro. A empresa emitirá os laudos sobre as obras visando amenizar a preocupação da população quanto a qualidade e confiabilidade das obras que estão sendo entregues ou em fase de execução pelo Governo do Estado. O contrato com a empresa LSE LTDA foi assinado no valor de R$ 2.591.581,40 e tem o prazo de 90 dias para a conclusão dos trabalhos.  


Galeria de Fotos:
Crédito: RpMT
Crédito: RepórterMT
Crédito: secopa
Crédito: leitor
Crédito: leitor
Crédito: leitor
Crédito: leitor
Crédito: secom
Crédito: Repórter MT
Crédito: Ednilson Aguiar/Secom-MT
Crédito: Divulgação
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime