16.10.2019 | 17h33


RESGATADA NO CHILE

Elefanta viaja quase 3 mil km para chegar a santuário de Chapada dos Guimarães

Ramba chegou ao Brasil de avião na manhã desta quarta-feira e já está a caminho de Mato Grosso por via terrestre.


DA REDAÇÃO

A elefanta Ramba desembarcou no Brasil no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na manhã desta quarta-feira (16). Ela veio do país vizinho, o Chile (2.946 km distante de Mato Grosso), e seu destino final é o Santuário de Elefantes Brasil, em Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá). A chegada dela em Mato Grosso está prevista para a próxima sexta-feira (18). 

Em suas redes sociais, a equipe do Santuário comemorou a vinda de Ramba, que é mais uma elefanta resgatada de situação de maus-tratos. 

O espaço fez uma campanha chamada ‘A jornada de Ramba’, onde arrecadou fundos para trazer a elefanta. A primeira parte do trajeto dela foi aérea, agora Ramba viaja mais dois dias por terra até Chapada.

RepórterMT/Reprodrução

70477451_2020809621353845_5695742558576050176_n.jpg

Nas redes sociais, o Santuário comemora a vinda de Ramba.

“Palavras não são suficientes para traduzir nossa gratidão. O bem está intimamente ligado ao desprendimento, à boa vontade e ao comprometimento demonstrado em cada passo de cada pessoa que nos trouxe até aqui”, publicou o Santuário.

Uma equipe grande está envolvida para que a elefanta chegue até as terras mato-grossenses, tanto do Chile quanto do Brasil. As embaixadas, aeroportos, polícias, secretarias do Meio-Ambiente, todas cooperaram para que isso fosse possível.

“Rambita”, como é chamada carinhosamente, passou pela imigração e segurança, se alimentou e embarcou no avião para sua viagem.

Segundo o Santuário, Ramba deve aprender a ser um elefante novamente, e a viver em sua habitat natural.

“Um Santuário é a mais verdadeira definição de transformação de vidas sacrificadas, doentes e desonradas, onde desaprendem a solidão... Guardem com vocês, este lindo ato de amor”, afirmou.   

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO