16.02.2020 | 21h30


GERAL / PF INVESTIGA

Criminosos invadem prédio da OAB e tentam queimar processos contra advogados

O crime foi registrado na manhã deste domingo (16) no Centro Político Administrativo, em Cuiabá


DA REDAÇÃO

As dependências da Escola Superior de Advocacia de Mato Grosso (ESA-MT), que funcionam em anexo à Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), no Centro Político Administrativo, em Cuiabá, foi invadida durante a manhã deste domingo (16) por dois criminosos que tentaram incendiar processos que tramitam no Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da instituição.

A invasão foi confirmada ao  pelo presidente da OAB, Leonardo Campos, o Leo Capataz. Ele explicou que nenhum dano foi causado.
De acordo com o presidente, dois bandidos arrombaram o portão de entrada da ESA e tiveram acesso às dependências da instituição. Enquanto um juntava os processos, que envolvem advogados investigados pelo conselho de ética e disciplina, o comparsa tentava desarmar o alarme.

Ao perceber a tentativa de desligamento do dispositivo, a Central fez contato com os vigias que fazem a segurança do patrimônio público, na região. Eles chegaram ao local, encontraram a instituição arrombada e flagraram os criminosos, que já haviam jogado gasolina nos processos, mas não tiveram tempo de atear o fogo, já que foragiram ao ver os vigilantes.

A Polícia Civil foi acionada, compareceu ao local e acompanhou os trabalhos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que analisou todo o perímetro e colheu informações que apontem todas as circunstâncias do crime. Um laudo será emitido nos próximos dias.
A Polícia Federal foi acionada e trabalha na investigação da ocorrência.

Leonardo deixou claro que, apesar de nenhum dano mais sério ter sido causado à ESA, as investigações seguirão firmes no intuito de identificar e punir os envolvidos. O presidente ressaltou ainda novas medidas de segurança que já estão sendo estudadas para que sejam aplicadas na instituição.

“Por medida de segurança, já desde antes desse ataque, todos os processos da instituição estão passando por processo de digitalização. Outras medidas de segurança já estão sendo estudadas, como a instalação de câmeras, além do alarme que já funciona. Outra possibilidade é a contratação de segurança armada na instituição. Não vou medir esforço para apurar todos os fatos, encontrar e punir todos os envolvidos”, Leonardo Campos, presidente da Seccional da OAB-MT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO