09.07.2020 | 09h56


GERAL / TRAGÉDIA

Criança venezuelana de 2 anos morre após beber querosene

Menina foi atendida na Policlínica do Planalto, onde ficou esperando transferência para um leito de UTI; morreu por volta das 16h de quarta-feira (7)


DA REDACÃO

Uma menina venezuelana de 2 anos, que não teve o nome informado, morreu após beber querosene, na tarde desta quarta-feira (7), no bairro Itamaraty, na Capital. Ela chegou a ser internada na Policlínica do bairro Planalto, mas precisava de tratamento em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Sem vagas, ela não resistiu e morreu horas depois. 

A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHHP). 

Aos policiais civis, os pais informaram que chegaram há pouco tempo no Brasil e são da Venezuela. Segundo eles, em um determinando momento a filha foi até a cozinha, alcançou o querosene e ingeriu.

Em seguida, a criança começou passar mal e os pais correram com ela para a Policlínica. A vítima deu entrada às 14h30 e, após atendimento, a enfermeira regulou uma UTI, no entanto, não havia vagas, conforme foi dito aos investigadores.

A menina ficou internada esperando por uma vaga, e morreu por volta das 16h08. 

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). 

A SMS esclarece que ela recebeu todos os atendimentos necessários, mas não obteve condições clínicas de estabilização para transferência e veio a óbito.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO