alexametrics
03.08.2015 | 15h00


GERAL / LESÕES NO CORPO E CABEÇA

Criança deficiente é espancada em Cuiabá; mãe acusa namorado pelo crime

Menino de 2 anos está no PS de Cuiabá. Ele irá passar por uma tomografia para avaliar a gravidade do trauma craniano


DA REDAÇÃO

O Conselho Tutelar do Coxipó está acompanhando o caso de um menino de 2 anos, portador de necessidades especiais, que deu entrada na noite de sábado (1) na Policlínica do Pascoal Ramos, que fica na periferia de Cuiabá, região do Coxipó, com hematomas no corpo e na cabeça.

O boletim inicial de saúde dele é bom, mas ainda irá passar por uma tomografia para ver se foi lesado no crânio, tendo tido algum traumatismo.

Ao perceber o estado da criança, a equipe médica de plantão na Policlínica acionou a Polícia que prendeu a mãe da criança, por maus tratos. A mulher, que tem 21 anos, prestou depoimento e foi liberada na manhã de domingo (2). No entanto, nesta segunda-feira (3), ela foi à delegacia e disse que não foi ela e sim o namorado que agrediu o menino. Ele também tem 21 anos.

“Está esse jogo de empurra”, comentou o conselheiro que atendeu à ocorrência, Devair Rodrigues. “Eu cumpria plantão e tomei conhecimento do caso 1h da madrugada de domingo. Fui ao Pronto-socorro e vi os hematomas. Em seguida, tomei as providências necessárias para assegurar a vida dessa criança”, frisou.

A vítima está no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá em observação. O boletim inicial de saúde dele é bom, mas ainda irá passar por uma tomografia para determinar a gravidade do trauma craniano.

Quando receber alta, o menino que não fala e não anda, ficará sub tutela do Estado. A Promotoria da Infância acompanha o caso.

Quando receber alta, o menino que não fala e não anda, ficará sub tutela do Estado, na Casa Cuiabana ou no Lar da Criança, já que, este, possui serviços especializados para crianças com esse tipo de deficiência. 

A Promotoria da Infância e da Juventude está acompanhando o caso.

O tentou ouvir o delegado Eduardo Botelho, titular da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), para saber mais sobre as investigações do caso, mas não conseguiu fazer contato até o fechamento da matéria.

Até este momento, a mãe e o namorado dela estão soltos.

O namorado acusado de espancar a criança será ouvido ainda nesta segunda-feira (03), pelo delegado.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime