19.05.2020 | 18h45


GERAL / VÍTIMA DA COVID-19

Coronavírus mata bebê de apenas oito meses em Mato Grosso

Criança morreu no último dia 11, porém, a informação não constava no boletim porque a Secretaria de Estado de Saúde aguardava resultado de exames.



Um bebê de apenas 8 meses morreu de covid-19 (novo coronavírus), no último dia 11, no município de Alto Boa Vista (1059 km de Cuiabá). Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a morte da criança não constava no boletim anterior porque estavam aguardando os resultados dos exames.

O bebê era do sexo masculino. Ele é o mais novo que morreu de coronavírus no estado até o momento e não estava no grupo de risco.  

A SES notificou, até a tarde desta terça-feira (19), 1.005 casos confirmados da doença em Mato Grosso, sendo registrados 32 óbitos. As últimas duas mortes foram notificadas pelos municípios de Alto Boa Vista e Cáceres. Também há suspeita de que um idoso de 74 anos tenha morrido por causa do coronavírus em São Pedro da Cipa.

Nas últimas 24 horas, surgiram 65 novas confirmações em Cuiabá (16), Várzea Grande (8), Barra do Garças (5), Jaciara (5), Rondonópolis (4), Peixoto de Azevedo (3), Nova Mutum (3), Confresa (3), Sinop (3), Campo Verde (2), Alto Boa Vista (1), Cáceres (1), Campos de Júlio (1), Jauru (1), Poconé (1), Primavera do Leste (1), Querência (1), Rosário Oeste (1), São Pedro da Cipa (1), Sapezal (1), Sorriso (1), Tangará da Serra (1) e Vila Rica (1).

A área técnica da SES ainda esclareceu que foi corrigida uma duplicidade no município de Guarantã do Norte. Além disso, um caso em Sinop foi reposicionado para Várzea Grande, visto que este é o município de residência do paciente.

Dos 1.005 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 522 estão em isolamento domiciliar e 363 estão recuperados. Há ainda 88 pacientes hospitalizados, sendo 45 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 43 em enfermaria.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO