03.10.2014 | 20h26


VEJA VÍDEO

Consórcio faz teste com VLT e trem se movimenta pela primeira vez no trilho

Técnicos da Secopa que compõem a Comissão do VLT explicam que ainda não se trata dos testes estáticos e dinâmicos previstos em contrato.



A primeira composição do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) passou por um teste preliminar de energização e movimentação dentro do pátio localizado no Centro de Manutenção, em Várzea Grande, esta semana. Com a movimentação do trem, mesmo em curta distância, é possível inspecionar o funcionamento de alguns sistemas do trem que incluem os sistemas elétricos, mecânicos, pneumáticos.

Foi a primeira circulação com a rede aérea de tração funcionando já energizada. Equipamentos como ar condicionado e bateria foram checados, os técnicos puderam avaliar o funcionamento de luzes de sinalização internas e externas, abertura e fechamento de portas.

Técnicos da Secopa, que compõem a Comissão do VLT, explicam que ainda não se trata dos testes estáticos e dinâmicos previstos em contrato. Os testes oficiais vão ocorrer quando estiver completa a implantação do modal. 

Por ser a primeira movimentação do trem nos trilhos, por meio de energia elétrica, após a chegada em Cuiabá, a atividade deixou os funcionários do Consórcio entusiasmados e todos quiseram registrar o momento. 

Para a movimentação do trem, a condução foi realizada por um engenheiro da CAF, fabricante dos veículos, e uma das consorciadas na implantação do VLT em Cuiabá e Várzea Grande. Além da CAF, compõem o Consórcio VLT as construtoras CR Almeida e Santa Bárbara e as projetistas Astep e Magna.

O teste é uma espécie de 'pra inglês ver', já que dificilmente o primeiro trecho do VLT a ficar pronto, do Aeroporto ao bairro do Porto, fica pronto no final do ano. O próximo governador a assumir o comando do Paiaguás terá a dura missão de concluir a obra mais cara de mobilidade urbana que deveria ficar ponta para a Copa do Mundo em junho deste ano. Ela foi orçada em R$ 1,477 bilhão. Veja vídeo abaixo. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO