22.10.2014 | 09h21


VIADUTO INTERDITADO DA SEFAZ

Consórcio abre retorno na Av. do CPA e promete aliviar o caos no trânsito

As mudanças serão implementadas nesta quarta-feira (22) e toda a sinalização será adequada, por conta da interdição do Viaduto da Sefaz, que corre risco de ser implodido por falhas na estrutura



Para tentar melhorar o fluxo de veículos na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), próximo ao viaduto da Sefaz, o Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande, em conjunto com a Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa-MT), promove mais uma vez, três intervenções no trânsito. A reabertura do retorno em frente ao Shopping Pantanal é a principal intervenção. Este retorno foi aberto antes da entrega do Viaduto da Sefaz e fechado assim que o Elevado entrou em funcionamento.

 

Mais tarde, após a interdição da Obra, o retorno voltou a ser reaberto e uma semana depois fechado novamente. Agora, novamente, ele volta a ser reaberto com a proposta de melhorar o trânsito, sem que haja nenhuma novidade para isso, já que ele apenas será reaberto. Das outras vezes, a abertura do retorno não funcionou, então fica uma pergunta: o que leva o Consórcio acreditar que desta vez essa solução terá êxito? As mudanças se devem por causa do caos gerado por conta da interdição do Viaduto da Sefaz, que corre risco de ser implodido por falhas graves na estrutura, apontadas pelo CREA-MT. 

 

A reabertura do cruzamento que dá acesso ao Bairro Morada do Ouro. Esse fechamento ocorreu por causa do bloqueio feito no retorno em frente ao Shopping Pantanal. Motoristas, sem paciência, estavam usando esse ponto da Avenida do CPA para fazer o retorno para o centro, já que se seguissem reto, eles teriam de fazer o retorno passando pelo Centro Político Administrativo dividindo o trânsito com os servidores públicos que trabalham na região.

 

Uma coisa levou a outra e agora abrem esse cruzamento como se estivessem dando uma solução para o problema, problema que o próprio Consórcio criou no trânsito por causa da obra mal feita do Elevado da Sefaz. E a desativação do desvio implantado no bairro Jardim Aclimação, pela Avenida Senegal. As mudanças serão implementadas nesta quarta-feira (22) e toda a sinalização será adequada. 

 

ADEQUAÇÃO NO TRÂNSITO

 

No caso da reabertura do retorno próximo ao viaduto da Sefaz, este será usado apenas pelos motoristas que trafegam no sentido Centro-CPA e que desejam retornar ao centro de Cuiabá ou acessar os estabelecimentos e residências do outro lado da via.

Não será possível o acesso entre a Avenida Vereador Juliano Costa Marques e o retorno, e os motoristas que fazem esse trajeto terão que seguir pela Avenida do CPA sentido bairro e fazer a conversão no retorno seguinte, próximo à Praça das Bandeiras.

Serão instalados semáforos na Avenida do CPA na saída do retorno e no sentido CPA-Centro, para os motoristas que trafegam tanto pela Avenida do CPA quanto pelos que dirigem na marginal do Viaduto da Sefaz.

Já a segunda intervenção será em prol dos motoristas que descem a rua lateral da Praça das Bandeiras, no Centro Político Administrativo, e desejam cruzar a Avenida CPA para ter acesso ao Bairro Morada do Ouro.

Esse trajeto volta a ser liberado para os motoristas, que não terão como sentido único e obrigatório o retorno na rotatória próxima ao shopping. 

Por fim, a última medida é a retomada do fluxo de veículos em mão dupla pela Avenida Senegal, se estendendo até a rua E-3, no bairro Jardim Aclimação. Dessa forma, o desvio implantado pelo Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande em abril deste ano para as obras da Trincheira Luis Felipe será desativado.

Com isso, tanto a Avenida Senegal quanto a rua E-3, que estavam em um único sentido, passam a ser mão dupla.

Novas intervenções neste trecho, que abrange o entorno da Trincheira Luis Felipe, serão comunicadas à população com antecedência.











(6) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

REVOLTADO  22.10.14 17h14
O POVO DEVIA INVADIR ESSA MERDA E DESTRUIR.. ISSO SIM.. BANDO DE @#$%¨&*()*&¨¨¨%$¨&*(&¨$%$%¨&&&*(*&&*%&%¨&&*()*()¨$¨&%¨&*%%¨$%$¨&¨(&*)*()¨¨&@!@#@

Responder

0
0
Claudio Marques de Jesus  22.10.14 16h41
O jornalismo opinativo pode induzir o leitor menos atento.. nesse ponto, concordo com a Mariza,. mas no caso dessas porcas obras da copa, não precisa ninguém ser induzido a nada, ta todo mundo vendo a paiaçada que foi e que ainda tá. espero que o Tques resolva td e bote esse bando que nos roubou na cadeia, qe é o lugar onde merecem passar bons anos... pronto, falei

Responder

0
0
Cris  22.10.14 16h38
Tá certo o editor ou sei lá que escreveu. essa marisa deve ser alguma aspone desse desgoverno, só pode.

Responder

0
0
JAIR JURADO JR   22.10.14 16h34
Não entendo por que certas pessoas acham que jornalista não pode opinar. se for assim, vamos demitir o Boris e o Boechat da Band.. vamos demiter a Sherrerazad do SBT e até o Bonner da Grobo.. só acho. AGORA, QUE ESSA MERDA FOI ENGODO - ENGANAÇÃO - FOI MESMO.

Responder

0
0
Mário  22.10.14 16h32
Particularmente não vejo erro na informação nem desabafo.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER