01.06.2020 | 13h49


GERAL / EFEITO SHOPPING

Comércio de rua pede abertura em horário normal e 100% dos ônibus nas ruas em Cuiabá

Após o prefeito Emanuel Pinheiro liberar funcionamento de shoppings a partir do dia 3, comércio varejista questiona limitação de horário em seis horas



A Associação Comercial e Empresarial Centro Sul e Porto de Cuiabá reivindica a ampliação do horário de funcionamento do comércio. A entidade afirma que as medidas de contenção ao novo coronavírus na Capital ficaram desproporcionais a partir do momento que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) liberou os shoppings centers e o shopping popular a reabrirem e funcionarem por 8h. Já o comércio varejista, que voltou a funcionar no dia 24 de abril, só pode ficar aberto durante 6h.

Em carta encaminhada ao prefeito, a associação afirma que é incoerente manter os demais comércios varejistas com atendimento ao público com duração de 6h diárias, considerando que a própria Prefeitura considerou, à época, que o risco de contaminação do comércio varejista seria menor do que aqueles grandes empreendimentos, como o Shopping Popular de Cuiabá.

A associação quer autorização para funcionar de segunda a sexta-feira por 8h diárias e aos sábados das 8h às 12h. Pede ainda que o transporte público volte a circular com 100% da frota para evitar aglomerações.

“O que se pleiteia é a isonomia de tratamento. É fato notório que o fluxo de pessoas é muito menor nos comércios varejistas do que em grandes empreendimentos. É fato notório que a propagação do coronavírus é maior em ambientes fechados, sem ventilação, e com corredores apertados. É fato notório que a restrição de horário de atendimento prejudica o exercício da atividade econômica e a manutenção do pleno emprego. A corda está no pescoço do empresário, que sem fluxo de caixa, não possui outra solução viável, a não ser a inativação dos postos de trabalho, o que afetará diretamente os empregos de muitos pais e mães de família”.

Outro lado

A prefeitura de Cuiabá informou que já está agendada para amanhã uma reunião com a comissão de representantes da Associação. "A Prefeitura de Cuiabá reitera que mantém o diálogo aberto com todos os segmentos econômicos".











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO