11.07.2020 | 13h22


GERAL / A PARTIR DE DOMINGO

Chapada vai multar em até R$ 10 mil quem sair de casa para passear durante a quarentena

A circulação da população está proibida, a não ser que seja para atendimento em serviços estritamente essenciais e ainda neste caso, apenas uma pessoa da família, sob pena de multa.


DA REDAÇÃO

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães decretou lockdown (fechamento coercitivo de todas as atividades não essenciais) a partir da 0h deste domingo (12). As medidas serão tomadas por mais 14 dias, com a possibilidade de prorrogação caso o comitê de enfrentamento ao novo coronavírus julgue necessário. Quem sair na rua sem justificativa pode ser multado em até 10 mil.

De acordo com decreto municipal, que visa combater o avanço da proliferação do novo coronavírus, está proibido o funcionamento de todos os estabelecimentos não considerado essenciais, assim como a circulação de pessoas pelo município que não seja para ir ao mercado, farmácia, alguma unidade de saúde ou posto de combustíveis, entre outros serviços.

Ainda assim, no caso da procura por algum destes serviços, de acordo com a informação repassada ao pelo serviço de plantão de fiscalização implantada na cidade, apenas uma pessoa de cada família poderá sair de casa para ser atendido em qualquer estabelecimento essencial, para que não forme aglomeração em mercados, farmácias, etc.

A partir das 0h será implantado no município pontos específicos de fiscalização, além de a polícia estar em rondas por toda a Chapada trabalhando para que o decreto seja respeitado e obedecido por toda a população.

No caso de desrespeito ou desobediência das determinações municipais, o decreto prevê multa, que vai de R$ 5 mil a R$ 10 mil, condução coercitiva de volta para casa ou ainda detenção no caso de desrespeito ou desacato à polícia e fiscais que trabalham no cumprimento do decreto.

 











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ely  12.07.20 17h06
Acho uma grande falta de responsabilidade dos responsáveis pela administração do município que poderia ser mais ágil e decretar isso no começo da epedemia não deixando pessoas de outras cidades vir pra chapada mas depois que a merda esta feita e o dinheiro no caixa pra desviar agora quer sacrificar quem realmente precisa trabalhar e buscar o sustento familiar isto é um crime contra os municipicies de chapada e tem mais uma situação inconstitucional deixo aqui meus sentimentos tfa

Responder

3
2
Luiz Henrique   12.07.20 08h25
Até quê enfim a Sra Prefeita tomou uma atitude pensando, não no bolso, mas nas vidas dos munícipes aqui de Chapada. Economia se recupera. Dinheiro se recupera. Bens se recupera. Vidas não.

Responder

10
5
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO