08.09.2015 | 08h00


FOGO NO PARQUE DA CHAPADA

Chamas não cedem e chefia decide pela interdição total por segurança

Mudança dos ventos e entrada de novo foco ao noroeste da área federal dificultam o trabalho dos bombeiros e técnicos.


DA REDAÇÃO

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, que engloba 32,7 mil hectares de cerrado, está totalmente interditado desde esta segunda-feira de feriado (7), por causa de um incêndio de grande proporção, que detona a unidade de conservação desde a semana passada.

A mudança de ventos neste final de semana e um outro foco que entrou na área do Parque pelo lado Noroeste está dificultando ainda mais o árduo trabalho dos militares do Corpo de Bombeiros e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que tentam debelar as chamas.

"Não há previsão de abertura do Parque. Fizemos isso por medida de segurança".

A chefe do Parque, Cintia Maria, explica que a interdição total é por medida de segurança. Inicialmente, foram fechados apenas pontos turísticos, como as cachoeiras Véu de Noiva, que também tem mirante, além da Cachoeirinha e da Cachoeira dos Namorados. Todos os demais atrativos estavam abertos ao público.

Cintia explicou ao que não há previsão de abertura do Parque, porque o fogo ainda não está sob controle. "Não há previsão de abertura do Parque. Fizemos isso por medida de segurança".

Há suspeitas de que estes sejam focos de incêndio criminoso, já que há moradores tanto dentro quanto nos limites da área de responsabilidae federal, atingindo fauna e flora do Parque que existe formalmente desde 1989 e é um dos locais mais visitados pela população de Cuiabá e região, além de turistas que vem de outros estados e países.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO