04.04.2020 | 18h12


GERAL / CURVA ASCENDENTE

Casos confirmados de coronavírus em MT sobem para 60; Cuiabá tem 37

Chapada dos Guimarães, Nova Mutum, Alta Floresta e Campo Novo do Parecis confirmaram casos entre ontem e hoje


DA REDAÇÃO

Chega a 60 o número de casos confirmados do novo coronavírus em Mato Grosso e uma morte. Agora, a informação é da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que tem dados atualizados até às 16h de hoje. Cuiabá já registra 37 casos.

Além da Capital, mais 10 municípios possuem pacientes com coronavírus. Neste sábado, entraram para a lista oficial de casos confirmados Nova Mutum, Chapada dos Guimarães, Alta Floresta e Campo Novo do Parecis. Cada município tem um caso confirmado.

Além deles, Rondonópolis continua com 6 casos, Várzea Grande e Tangará da Serra 4 casos cada, Sinop 3 e Nova Monte Verde um.

A grande maioria dos pacientes está na faixa etário dos 36 a 55 anos, contabilizando 42 casos. Há duas crianças contaminadas, uma de 4 anos e outra de 12 anos. Os outros pacientes estão na faixa etária dos 19 a 35 anos (8) e 56 a 80 anos (8).

Destes casos confirmados, 10 pacientes estão internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), como é o caso de dois enfermeiros do hospital Adauto Botelho. Um enfermeiro, com mais de 60 anos, está em estado grave na UTI do Complexo de Saúde Cuiabá (antigo Jardim Cuiabá). A outra enfermeira está na UTI do hospital São Mateus.

A SES já confirma a transmissão comunitária – quando não se sabe a origem da contaminação – em Cuiabá, Várzea Grande, Nova Monte Verde e Rondonópolis.

Hoje, Mato Grosso ainda possui 358 casos de pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave, que são acompanhados e testados para a Covid-19.

O primeiro caso do novo coronavírus em Mato Grosso foi registrado no dia 16 de março, em Cuiabá. Em menos de 20 dias, o Estado chega a 60 casos e a Capital a 37.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO