11.10.2019 | 14h20


CONFUSÃO EM POCONÉ

Cartorário é afastado pela 4ª vez;interventora denuncia ameaça

Intervenção ocorre por acusação de fraude no recolhimento ao Fundo de Apoio ao Judiciário de Mato Grosso.



O Cartório de 1° Ofício Notarial Registral da Comarca de Poconé (100 km de Cuiabá) sofreu sua 4° intervenção, desta vez por 120 dias. A medida foi determinada na quinta-feira (10).

Em 10 de abril deste ano ocorreu a primeira intervenção, com a acusação de fraudes em reconhecimento de firma em documentos. 

A segunda intervenção, também ocorreu no dia 10 de abril, sob a alegação de fraudes na Caixa Econômica Federal, em baixa de hipotecas. 

A terceira intervenção ocorreu em 13 de julho e se deu em detrimento de um registro de georreferenciamento de uma fazenda de jazida de ouro, com inúmeras irregularidades e realizado em menos de nove horas. Tal façanha seria humanamente impossível a qualquer cartório. 

Na quinta-feira (10) ocorreu a 4ª intervenção, com a acusação de fraude no recolhimento ao FUNAJURIS - Fundo de Apoio ao Judiciário de Mato Grosso devido ao Poder Judiciário.

A quarta intervenção gerou uma confusão que foi parar na delegacia da cidade, onde a interventora Katiuscia Correa Miranda registrou boletim de ocorrência contra E.C.C.C, que seria esposa do tabelião e teria a ameaçado.

O fato teria sido presenciado pela equipe interventora e vários clientes que estavam no balcão sendo atendidos pelos funcionários.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO