03.12.2019 | 18h44


VEJA FOTOS

Carro da Semob é apedrejado após mototaxista ficar ferido durante perseguição em Cuiabá

Populares ficaram revoltados por não concordar com a atuação dos guardas de trânsito.


DA REDAÇÃO

Populares atacaram a pedradas e tijoladas uma viatura da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) na manhã desta terça-feira (03) após um mototaxista perder o controle da direção e cair durante tentativa de fuga dos agentes no bairro Alto da Serra, em Cuiabá. 

Os agentes socorreram a vítima e acionaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para atendimento de primeiros socorros ao motociclista, que sofreu apenas escoriações leves e não corre nenhum tipo de risco.

De acordo com a Pasta, o mototaxista tentou fuga em alta velocidade após ordem de parada, já que havia sido autuado anteriormente por não ter Carteira Nacional de Habilitação e licença para atuar no serviço de transporte.

Em nota a Semob explica que os fatos serão apurados, que os agentes não têm “atribuições de polícia” e que se alguma irregularidade for constatada todas as medidas cabíveis serão tomadas. 

A Secretaria ressalta ainda que um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil investiga o caso.

Veja nota na íntegra

A respeito do ataque a uma viatura da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), a Pasta informa que:

"- Os agentes faziam uma ação rotineira de fiscalização do transporte coletivo no bairro Altos da Serra.

-Também cabe aos profissionais a fiscalização de veículos de transporte privado, como táxis e moto-táxis. Assim, ao avistarem o envolvido, que já havia sido autuado anteriormente, solicitaram sua parada.

- Diante da solicitação o moto-taxista fugiu do local, perdendo o controle da direção e caindo logo em seguida.

- O homem recebeu os primeiros atendimentos dos agentes, que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima sofreu escoriações leves e não corre risco.

- No local, populares atacaram a viatura com pedras e tijolos, causando danos ao veículo.

- Por este motivo, um boletim de ocorrência foi registrado e o caso será investigado pela Polícia Civil.

- Há que se destacar ainda que o moto-taxista não possui CNH e nem licença para atuar. Razões pelas quais teve sua moto apreendida.

- A Semob reforça que os profissionais não têm atribuições de Polícia e que irá apurar se houve irregularidades na ação. Se contatadas, todas as medidas cabíveis serão tomadas".

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO