27.12.2018 | 16h10


VEJA FOTOS

Carro bate em duas carretas e se parte ao meio; 1 pessoa morre

O acidente grave aconteceu na manhã desta quinta-feira (27), na BR-364, a 8 quilômetros do município de Rosário Oeste.


DA REDAÇÃO

Um carro Fiat Uno foi partido ao meio após bater em duas carretas e um carro de passeio na BR-364, a 8 quilômetros de Rosário Oeste (128 km de Cuiabá), na manhã desta sexta-feira (27). O motorista, que não teve a identidade revelada, foi arremessado do veículo e morreu na hora.

De acordo com a Polícia Civil de Rosário Oeste, o Uno era produto de roubo registrado no último dia 21 dezembro.

Aos policiais, um dos caminhoneiros disse que o motorista do Fiat Uno se abaixou, possivelmente para pegar algo no assoalho, quando perdeu a visibilidade e invadiu a pista contrária. Primeiro ele bateu de frente com a carreta Volvo FH, o carro rodopiou e acertou um Fiat Pálio e, por fim, o impacto mais violento ao atingir a carreta DAF, que partiu o carro ao meio. O corpo do motorista foi arremessado para o acostamento da rodovia.

Duas pessoas que estavam no Pálio tiveram ferimentos leves e assinaram um termo dispensando o atendimento médico. Já os motoristas das carretas saíram ilesos do acidente. 

A equipe operacional da Rota do Oeste, que administra o trecho da rodovia, atuou no controle do tráfego.  A pista sentido norte ficou interditada, com operação de tráfego no sistema ‘Pare e Siga’, até às 14h. 

Além da Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e profissionais da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec-MT) estiveram no local do acidente.


*Crédito das fotos: Emannuel Dualibi


Leia mais
 

Três morrem queimados após carreta bater de frente em caminhão

Motorista bate em duas carretas e carro se parte ao meio; 1 pessoa morreu

 

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ana  27.12.18 18h51
Se fosse por trem a carreta evitaria acidentes. Até a Argentina tem mais malha ferroviária que o Brasil! Lembro que quando morei na Europa eles faziam questão de viajar comigo pra mostrar que as estradas eram para o cidadão civil andar de carro; a produção ia toda sempre paralelamente de trem. Assim eles economizavam em manutenção porque peso demais estraga o asfalto, e quem quisesse também podia ir de trem. Nem ônibus tinha pra maiores distâncias, pois o trem é muito mais seguro e barato.

Responder

1
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO