18.05.2020 | 17h10


GERAL / CLÍNICA DO POVO

Cães encontrados mortos em córrego foram jogados por Veterinária

A Clínica Veterianária do Povo foi apontada pela Dema como responsável pelo crime, ocorrido na semana passada em Cuiabá. Empresa acusou terceirizada



A Clínica Veterinária do Povo foi apontada como a responsável pelo descarte irregular de 18 cachorros mortos encontrados em uma região de mata, à beira de um córrego, do bairro Jardim Imperial, na última quinta-feira (14), em Cuiabá.

A Dema cumpriu mandados de busca e apreensão em cinco clínicas veterinárias da Capital, mesma quantidade de unidades da Clínica do Povo, deferidos pela Vara Especializada do Meio Ambiente.

Segundo a empresa, em uma nota de repúdio, uma terceirizada é responsável pela coleta dos ‘resíduos’ e não podem responder pela ação ‘dos outros’ após a saída da unidade de saúde animal.

No entanto, embora a empresa tenha divulgado um, suposto, romaneio referente à prestação de serviço de coleta, não foi apresentado nenhum contrato entre as partes explicando como deveria ser feita a destinação final dos ‘resíduos’, como é tratado.

Os investigadores agora trabalham para identificar os donos dos animais mortos para apurar se houve maus-tratos.

A Clínica do Povo emitiu uma nota de repúdio contrapondo as informações dos meios de comunicação que apontaram o estabelecimento como responsável pelos 18 cachorros encontrados mortos em uma região de mata, à beira de um córrego do bairro Jardim Imperial na última quinta-feira (14), em Cuiabá.

De acordo com a nota, a clínica ressalta que antes mesmo da quinta-feira já tinha identificado dois animais, com as mesmas características de dois cachorros internados na unidade de saúde, quando se anteciparam e ainda durante a noite de sexta-feira (15) compareceram à Delegacia Central de Flagrantes.

Segundo a nota, os responsáveis pela clínica entregaram na unidade policial documentos de coleta do resíduo pela empresa credenciada, assim como foi disponibilizado gravações internas, onde mostra a empresa com seu caminhão, devidamente identificado, e o funcionário coletando os resíduos para providenciar o descarte correto.

A empresa termina o comunicado lembrando que “Somos responsáveis até a entrega do material em nossa porta, infelizmente não podemos ser responsabilizados pelos atos de outra empresa”.

O caso segue em investigação pela Delegacia Especializada em Meio Ambiente. Veja reportagem completa aqui.

Veja nota na íntegra

“A clínica veterinária do Povo se solidariza com as famílias do animais encontrados , foram identificados por nós (antes mesmo do dia 16/05 quando iniciou-se as primeiras filmagens no local) dois animais que tinham características muito parecidas com pacientes que passaram por atendimento na unidade, diante do fato nos antecipamos na noite do dia 15/06 e levamos a delegacia de flagrantes todos os documentos de coleta do resíduo pela empresa credenciada no municipio , assim como disponibilizamos nossas gravações internas a policia , onde mostra perfeitamente essa empresa com seu caminhão devidamente identificado e funcionário coletando os resíduos de maneira correta para providenciar a destinação correta .
A clínica Veterinária do Povo está colaborando com o inquérito policial reconhece que Polícia Civil através da equipe da Dra Liliane vem fazendo um excelente trabalho na elucidação desse caso.
Lembrando ainda que a empresa terceirizada presta serviço a muito tempo para nós temos todas as solicitações de coleta e o romaneio de retirada do resíduo
Não concordamos com os sites RD NEWS e Gazeta Digital que se anteciparam até mesmo o inquérito e nos condenaram nas redes sociais com único intuito de promoção a qualquer custo , serão responsabilizados civil não sendo a primeira vez.
Estamos a disposição para fornecer toda documentação .
Colocamos a foto do comprovante de entrega do resíduo a empresa credenciada.
A Policia Civil que está brilhantemente elucidando o caso já tem os vídeos da retirada da clinica pela empresa e do caminhão próximo ao local de descarte .
Somos responsáveis até a entrega do material em nossa porta , infelizmente nao podemos ser responsabilizado pelos atos de outra empresa.
Estamos a disposição da sociedade cuiabana”.

Galeria de Fotos:
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução










(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maria Auxiliadora   18.05.20 20h17
Ah tá, como se fosse a primeira denúncia envolvendo a clínica do povo. A clínica não apresentou contrato de serviço com a empresa que faz a cremação, só para esclarecer aos que acham que a clínica é inocente..

Responder

11
0
Henrique Santos  18.05.20 18h52
Tem que punir uns canalhas desses que não se importam com a contaminação ambiental e em dar uma destinação digna a esses pobres animais. Pelo menos uns 200 sacolões para doar a famílias carentes nesses tempos difíceis!!

Responder

12
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO