18.07.2019 | 08h30


PUXADO POR CORRENTEZA

Bombeiros resgatam corpo de jovem que morreu afogado no Rio Cuiabá

A equipe de mergulhadores encontrou o corpo do jovem por volta das 08h30.


DA REDAÇÃO

Uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) encontrou, na manhã desta quinta-feira (18), o corpo de Gustavo Weizman de Lemes, de 18 anos, no Rio Cuiabá.

Ele desapareceu no final da tarde de quarta-feira (17), em um ponto do rio, localizado no bairro Coophamil.

O rapaz sumiu na água por volta das 17h30  de quarta. As buscas tiveram início no mesmo dia, porém foram suspensas durante a noite, por questão de segurança.

Segundo o CBM, os trabalhos foram retomados na manhã desta quinta-feira. A equipe de mergulhadores  encontrou o corpo do jovem por volta das 08h30. 

A vítima tomava banho no local com três amigos, quando caiu em um "rebojo", um redemoinho formado pelas correntezas do rio, que causou o afogamento. 

Gustavo foi a única vítima, os outros rapazes saíram sem referimentos. 

O corpo foi encaminhado ao  Instituto Médico Legal (IML). 

Outro Caso 

Félix Balbino Vieira, de 20 anos, morreu afogado após salvar sua esposa, no fim de tarde de segunda-feira (15), no Rio Teles Pires, na comunidade Linha 15, do município de Carlinda (760km de Cuiabá). O homem era morador de Sinop (481 km da Capital), mas estava em visita aos pais, que moram em Carlinda.

Segundo a Polícia Judiciária Civil (PJC), a esposa da vítima, que não sabe nadar, teria caído no rio e o homem entrou para socorrê-la. Ele conseguiu salvá-la, no entanto, não conseguiu sair da água e se afogou.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER