19.02.2020 | 12h40


GERAL / VEJA FOTOS E VÍDEOS

Batida grave entre caminhões e carreta deixa 3 feridos na curva do ‘S’

O acidente aconteceu no final da tarde dessa terça-feira (18), entre os municípios de Campo Verde e Dom Aquino, na Rodovia MT-344


DA REDAÇÃO

Um grave acidente na curva do “S”, nas proximidades da fazenda Puríssima, envolvendo dois caminhões boiadeiros e uma carreta, deixou os três motoristas feridos e a MT-344 bloqueada até às 10h desta quarta-feira (19), entre os municípios de Campo Verde e Dom Aquino (131 e 166 km, respectivamente, da Capital).

Os motoristas foram socorridos, mas como não sofrerem nenhum ferimento grave receberam apenas atendimentos de primeiros socorros e não precisaram ser levado para uma unidade de saúde.

De acordo com a ocorrência, o primeiro caminhão boiadeiro perdeu o controle da direção após o freio falhar na descida, e bater contra a lateral da carreta, que estava carregada de soja e seguia no sentido contrário.

Após o acidente, o segundo caminhão boiadeiro pela via, porém, não conseguiu ultrapassar a área do acidente e ficou preso entre os veículos batidos, bloqueando por completo a rodovia.

A região é considerada muito perigosa devido à falta de sinalização e redutor de velocidade. Outros acidentes já aconteceram no local. Na semana passada, um motociclista morreu no local após bater de frente contra um caminhão carregado de adubo. 

De acordo com a Polícia Militar de Dom Aquino, os veículos foram removidos da pista na manhã desta quarta-feira (19) e o trânsito segue o fluxo normal.

Veja os vídeos

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO