01.09.2015 | 08h51


GERAL / SISTEMA SUCATEADO

Após várias panes, Brustolin anuncia investimento de R$ 15 milhões para modernizar Sefaz

“Quando o contribuinte deixa de comprar por conta de um problema de tecnologia, não é só o empresário que não arrecada. O Estado também deixa de arrecadar"



O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Paulo Brustolin, anunciou nesta segunda-feira (31.08) investimentos de R$ 15 milhões na área de tecnologia de informação na Sefaz-MT. A medida visa, dentre várias melhorias, a implantação de solução para balanceamento de links de comunicação de dados entre diferentes operadoras, como Oi Telecom e Embratel – operadoras com as quais a secretaria possui contrato. 

O anúncio dos investimentos se deve ao descontentamento do secretário Paulo Brustolin com a atual estrutura, principalmente com relação ao parque de máquinas ultrapassado, a baixa capacidade de processamento e disponibilidade nos links de comunicação. “Estou muito descontente com a forma como o empresariado vem sendo atendido e esse problema vem me tirando o sono. Entretanto, estamos atravessando uma fase de sucateamento da área de TI da Sefaz e por isso anunciamos esse investimento”, afirmou Brustolin. 

Preocupado com a situação, o secretário observa que a estrutura antiga não afeta apenas a população que depende dos serviços da Sefaz. “Quando o contribuinte deixa de comprar por conta de um problema de tecnologia, não é só o empresário que não arrecada. O Estado também deixa de arrecadar. Por isso estamos trabalhando de forma intensa para ter o melhor sistema do país em processamento eletrônico”, ressalta. 

Modernização 

Atualmente a Sefaz conta com os serviços prestados pela Oi Telecom, Embratel e Cepromat para fornecimento do serviço de comunicação de dados (link). No entanto, eventuais interrupções do funcionamento de qualquer uma das provedoras prejudicam parte dos contribuintes. Com a implantação de solução de balanceamento de links, caso haja queda de alguma das operadoras, os clientes afetados serão redirecionados para os links de outras , mantendo a alta disponibilidade dos serviços fazendários. 

A Sefaz também investirá na ampliação da capacidade de processamento e armazenamento dos servidores de banco de dados e aplicação, estruturação de contingência de aplicações críticas da secretaria no datacenter corporativo do Estado (Cepromat) e, ainda, na implantação de estrutura de alta disponibilidade para equipamentos de fornecimento de energia. 

O coordenador de TI Ricardo de Lucca Crudo explica que o investimento, aliado a uma série de medidas assumidas no Acordo de Resultados da Sefaz com o Governo do Estado, irá proporcionar a melhoria na prestação de serviços ao cidadão. “De forma que os sistemas estejam disponíveis quando demandados e com rápido restabelecimento, em caso de eventuais problemas”, garante. 

Os recursos que serão aplicados em tecnologia da informação são oriundos do Programa de Desenvolvimento da Administração Fazendária do Estado de Mato Grosso (Profisco), em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em um projeto que visa melhorar a performance das secretarias de Fazenda de todo o país. “Essa é uma ação que levará cerca de 120 dias. Ou seja, esse investimento será feito ainda neste ano”, completa. 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Pedro Carlos  01.09.15 16h17
O Sistema do Detran está uma porcaria a anos e nunca há investimentos, e nós usuários temos que perder vários dias de trabalho pra conseguir uma transferência!!!! Durma com um barulho desse.

Responder

0
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO