22.08.2019 | 18h10


SAÚDE PÚBLICA

Após internação de bebê, secretário descarta surto de meningite em Cuiabá

Apesar de negar que haja proliferação da doença, o secretário de saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho afirma que "toda cautela é necessária”.


DA REDAÇÃO

O secretário Municipal de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho disse ao , na tarde desta quinta-feira (22), que não há possibilidade de um surto de meningite, em Cuiabá.

A preocupação surgiu após uma ampla divulgação nas redes sociais do caso de uma bebê, de 1 ano e 8 meses, que está internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na Capital.  O quadro já foi estabilizado.

Possas esclarece que apenas um caso não é suficiente para que haja uma proliferação. No entanto, o protocolo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) “é dispor de todos os mecanismos para coibir que se espalhe a doença”, explicou o secretário.

“Toda cautela é necessária”, afirma Possas.

Meningite

A meningite pode ser causada por uma série de micro-organismos - vírus, bactérias, fungos, parasitas - e até mesmo por complicações de outras doenças, como sarampo e pneumonia. Por esta razão continua sendo importante que todas as pessoas estejam imunizadas contra a doença de forma direta e indireta.

No caso da meningite, especificamente, as vacinas que fazem parte do calendário oficial são a Meningo C, Pneumo 10 valente, a Haemophilus Influenzae e a BCG, que imuniza contra formas graves de tuberculose com possibilidades de evoluírem para meningite. Todas as vacinas estão disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

Sintomas

Os sintomas da meningite bacteriana e viral incluem início súbito de dor de cabeça, febre, convulsão, rigidez do pescoço, náuseas, vômitos e aumento da sensibilidade à luz.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER