27.10.2014 | 20h58


GERAL / ARENA PANTANAL

Antes de licitar, Taques irá analisar se concessão trará lucro a MT

Apesar de Silvar ter divulgado que o processo de licitação deve ser realizado até o fim deste ano, Taques acredita que o certame só deve ocorrer no seu Governo, a partir de janeiro de 2015.


DA REDAÇÃO

O governador eleito Pedro Taques (PDT) disse ao RepórterMT, neste domingo (26), no Ginásio Aecim Tocantins, antes de votar no 2º turno, para o presidente da República, que já tem conhecimento do processo de concessão da Arena Pantanal para a iniciativa privada.

O certame está sendo realizado pelo então Governador Silval Barbosa (PMDB), que já criou uma comissão com cinco servidores, da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa). Eles têm 30 dias, contados a partir do dia 20 deste mês, para avaliar todos os Bens Reversíveis do estádio, a fim de serem entregues à futura concessionária.

Apesar de Silvar ter divulgado que o processo de licitação deve ser realizado até o fim deste ano, Taques acredita que o certame só deve ocorrer no seu Governo, a partir de janeiro de 2015. Já que, segundo ele, é preciso analisar se a concessão do estádio irá trazer dividendos à população mato-grossense.

“É óbvio que não dá tempo de fazer a concessão em 60 dias. Eu quero analisar (o certame) junto com técnicos, tendo total tranquilidade.  Para que possamos escolher o melhor modelo, e assim fazer com que a Arena (Pantanal) possa não ser só essa obra linda, mas sim, render dividendos a Mato Grosso”, falou.

Taques finalizou a entrevista dizendo que a equipe de transição, coordenada pelo prefeito afastado de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), já está analisando todas as informações e ações feitas pela comissão criada por Silval.

ARENA PANTANAL

Finalizada às vésperas do início da Copa do Mundo, em junho deste ano, a Arena Pantanal teve um custo aos cofres públicos de cerca de R$ 600 milhões, após vários aditivos contratuais.  Desde o término do mundial, o estádio foi palco de vários jogos entre times estaduais, nacionais e até internacionais. 

Em um dos jogos, Flamengo e Goiás, partida valida pelo Campeonato Brasileiro da Série A, o estádio teve um público de 38,405 torcedores, sendo que sua capacidade é de 44 mil.  Já pela Copa do Brasil, a partida entre Corinthians e Bragantino teve cerca de 30 mil torcedores. 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO