02.04.2020 | 16h31


GERAL / TRATAMENTO ADEQUADO

9 pacientes estão curados do coronavírus em MT; 6 são de Cuiabá

Infectologista afirma que uso da cloroquina, em casos graves, tem dado resultado


DA REDACÃO

Nove pessoas que foram contaminadas pelo novo coronavírus em Mato Grosso já estão curadas, sendo seis de Cuiabá e as outras três de Rondonópolis. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Infectologista do Hospital Santa Rosa, que até o momento registrou o maior número de casos, Zamara Brandão destaca que o tratamento com a cloroquina, em pacientes em estado grave, tem dado resultado.

Primeiro, ela explicou que os casos são considerados cura quando a pessoa não apresenta sintomas apó 14 dias da infecção e solamento. 

Quanto ao tratamento, desde que o Ministério da Saúde autorizou, o Santa Rosa vem usando a cloroquina nos casos graves. 

“Teve um caso grave que nós usamos a cloroquina e deu certo. Estamos seguindo as rotinas do Ministério da Saúde, e os pacientes tem apresentado respostas positivas à cloroquina”, relata Zamara.

Entre os pacientes curados, mas que não precisaram nem ser internados, estão o empresário Valdinei Mauro de Souza e seu esposa Cristiana Souza. Já o primeiro paciente a ser diagnosticado com coronavírus na Capital, o gerente de uma fábrica de refrigerantes, foi internado duas vezes e foi o primeiro a ser tratado com cloroquina e também está curado.

A médica explica que as chances de reinfecção são quase nulas. O único caso relatado foi de uma idosa na China, no entanto, ainda é estudado se foi uma reinfecção ou se viremia, ou seja, o vírus, ainda não havia deixado o corpo da chinesa. 

“É difícil que aja reinfecção, o que pode acontecer é que a pessoa pegue a doença de uma forma bem mais leve”, ressalta.

Leia mais

Empresário e esposa estão curados da Covid-19 na Capital











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO