14.01.2020 | 09h06


ESPORTES / VIOLÊNCIA NO FUTEBOL

Torcedor do Gama é espancado por torcedores do brasiliense

Grupo abordou homem de 27 anos enquanto ele caminhava em uma rua do Setor Oeste. Segundo vítima, agressores são ligados à torcida do brasiliense.



Um torcedor do Gama de 27 anos ficou inconsciente após ser agredido por quatro homens na madrugada do último domingo (12) em uma área comercial do Setor Oeste, no Distrito Federal. Câmeras de segurança registraram tudo.

Segundo a vítima, os agressores são ligados à torcida organizada do brasiliense – time rival. O homem agredido foi atendido no Hospital Regional do Gama (HRG) com cortes profundos na cabeça e no corpo e, até a última atualização desta reportagem, se recuperava em casa.

Em depoimento à Polícia Civil, a vítima disse que voltava de uma festa da torcida, quando foi cercada e espancada.

As imagens do circuito de segurança de uma das lojas da quadra 7 do Setor Oeste mostram que o homem foi surpreendido pelo grupo de agressores enquanto caminhava à pé pelo estacionamento.

Durante o ataque, ele tentou se proteger com as mãos e fugir, mas não conseguiu. Em certo momento, um dos agressores o segurou e os outros três se aproximaram para tirar a calça e o casaco do Gama que ele vestia.

Depois, começaram os socos e chutes. Um dos agressores pegou uma barra de ferro e deu vários golpes na cabeça da vítima, até que o homem caiu inconsciente. Então, o grupo fugiu no mesmo carro em que havia chegado.

Duas pessoas que passavam pelo local ajudaram o torcedor do Gama a se levantar. Foram as testemunhas que ligaram para a Polícia Militar e para o Samu.

Investigação

O homem agredido recebeu alta no dia seguinte, na segunda-feira (13), e registrou o boletim de ocorrência no mesmo dia. Uma das pessoas que presenciaram a agressão conseguiu anotar a placa do carro usado pelos agressores.

A Polícia Civil disse que usa esta informação para tentar identificar os autores do crime. A suspeita é de que a agressão tenha sido motivada "apenas pela rivalidade entre times".

A vítima não quis comentar o caso e pediu para não ter o nome divulgado, mas informou que se recuperava na casa de parentes até a última atualização desta reportagem.

O jovem disse, ainda, que continuava sob acompanhamento médico por causa do corte profundo e das pancadas que na cabeça.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO