11.04.2014 | 21h35


ESPORTES / DESAPARECIDA HÁ 60 DIAS

Pecuarista é suspeito de "sumir" com jovem grávida para esconder caso extraconjugal

Jovem foi vista pela última vez no dia 19 de fevereiro. Pecuarista que teria caso extraconjugal com ela seria pai do bebê e foi preso, porém a Justiça soltou.


DA REDAÇÃO

Quase dois meses depois do desparecimento da jovem Franciele Costa, de 28 anos, que se ainda viva deve estar grávida de seis meses, a Polícia continua sem pistas do paradeiro da mulher, que foi vista pela última vez no dia 19 de fevereiro, caminhando na região central do município de Porto dos Gaúchos (660 km de Cuiabá).

Um pecuarista da região chegou de ser preso, acusado de um possível assassinato, porque estaria tentando esconder da esposa o caso extraconjugal,  no entanto, a Justiça deferiu um Habeas Corpus há cerca de 10 dias. Segundo testemunhas, a jovem estaria grávida do suspeito.  

Ao RepórterMT, o delegado André Luís Barbosa, afirmou que não pode divulgar nenhum tipo de informação do caso, para não atrapalhar as investigações, mas afirmou que, nos próximos dias, deve concluir o inquérito criminal, possivelmente indiciando o suspeito.

O delegado já pediu a quebra de sigilo telefônico do pecuarista, porém, evitou divulgar mais informações sobre essa parte da investigação. O nome do suspeito está sendo preservado, pelo fato de os policiais ainda estarem investigando a participação de outra pessoa.

O DESAPARECIMENTO

A jovem, que trabalhava em um bar da cidade, teria faltado ao serviço por vários dias e, com isso, o chefe dela desconfiou e procurou a família. A suspeita que a garota tenha sido vítima de assassinato aumenta a cada dia, já que ela teria deixado outros dois filhos menores de 10 anos, aos cuidados com uma babá e não deu mais notícia.

Com a denúncia do desaparecimento, os policiais iniciaram às buscas. Durante os interrogatórios de pessoas próximas, a Polícia chegou até o principal suspeito, o pecuarista, no entanto, o suspeito nega o relacionamento amoroso, mas afirma conhecer a jovem. 

O pai dos dois filhos da jovem desaparecida não mora na cidade e está ajudando com informações à polícia. Denúncias podem ser feitas no telefone da unidade policial (65) 3526-1284 ou no 197 e 181, no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciosp). 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO