22.01.2020 | 08h33


MOTOS 2020

Lista traz lançamentos de motos esperados no Brasil

Honda CB 650R, Yamaha XMax 250 e Haojue DR 160 estão entre os modelos já confirmados; Harley-Davidson LiveWire elétrica ainda é uma aposta.



Depois de muitas novas motos apresentadas no Salão Duas Rodas e Salão de Milão de 2019, o ano de 2020 deve ser recheado de lançamentos no Brasil.

Honda CB 650R, Yamaha XMax 250 e Haojue DR 160 estão entre os modelo já confirmados, mas outras motocicletas que chegarão ainda estão sendo mantidas em segredo pelas montadoras.

Apesar de ainda não estar oficialmente confirmada, uma das grandes expectativas para o ano é o lançamento da Harley-Davidson LiveWire, a primeira elétrica da marca.

Veja quais são as motos esperadas para 2020 no Brasil

BMW

F 900 R

No Salão de Milão 2019, a BMW revelou as novas F 900 R, F 900 XR e a renovação da S 1000 XR. Todas foram confirmadas para o Brasil, porém, para datas ainda incertas. No caso da nova naked F 900 R, que é a substituta da F 800 R, as novidades são grandes. Além de um visual completamente diferente e bem mais radical, a moto ganhou novo motor que se baseia no da F 850 GS, mas ficou ainda maior, passando de 853 cc para 895 cc.

F 900 XR

A F 900 XR é como uma opção mais estradeira e confortável para viagens da F 900 R. Com o mesmo motor de sua irmã, ela possui uma posição de pilotagem mais confortável e maior proteção aerodinâmica. O visual é inspirado na S 1000 XR.

S 1000 XR

Seguindo as atualizações vistas na esportiva S 1000 RR, a S 1000 XR também será renovada no Brasil. A expectativa é que a moto desembarque no segundo semestre de 2020. Com um visual mais agressivo, o modelo também ficou 10 kg mais leve. De série, a moto conta com suspensões com ajustes eletrônicos, modos de pilotagem, assistente de rampa e painel de 6,5 polegadas.

Dafra

HD 300

Depois de lançar a trail NH 190 no ano passado, a Dafra prometeu para março de 2020 a chegada do scooter HD 300. A novidade será importante por mexer em um segmento de grande sucesso para a marca brasileira. O modelo é uma evolução do Citycom 300i, porém, eles vão conviver nas lojas, ao menos por enquanto. Com nova configuração de elementos, o HD 300 tem espaço embaixo do banco 27% maior que o Citycom, alcançando capacidade de 38 litros, além de ser 10 kg mais leve - com o total de 166,2 kg.

Ducati

Streetfighter V4

Era esperado que a Panigale V4 ganhasse uma variante naked em algum momento, e a hora chegou. A nova Streetfighter possui as versões V4 e V4 S e seu motor é derivado da MotoGP: ele chega a 208 cavalos de potência. Ainda não há nenhuma confirmação oficial da Ducati, mas é esperado que a moto chegue ao Brasil ainda em 2020.

Haojue

DR 160 Fi

De origem chinesa, a DR 160 FI está prevista para chegar às lojas em fevereiro de 2020 por R$ 12.295. Apesar de estar em uma faixa de cilindrada da Honda CG 160, por exemplo, a moto tem uma pegada mais esportiva. Além de um visual mais radical, a moto conta com suspensões invertidas na dianteira e freios CBS.

NK 150i

Ainda sem preço definido, a NK 150i chega para competir com Honda Bros 160i e Yamaha Crosser 150 em julho. O modelo trail tem freios ABS e pode fazer consumo de até 52 km/l, afirma a fabricante.

VR 150i

Outra aposta da Haojue é o scooter VR 150i, que como o esperado, possui câmbio automático do tipo CVT. Sua roda dianteira é de 12 polegadas e o modelo possui um bauleto extra que comporta 26 litros. Ainda em fevereiro, começa a ser vendido por R$ 9.740 o VR 150i.

Harley-Davidson

LiveWire

Depois de 5 anos entre a apresentação do protótipo e o lançamento mundial, a primeira moto elétrica da Harley-Davidson foi lançada mundialmente em 2019. O G1 foi até os Estados Unidos e andou antecipadamente no modelo, que deve chegar ao Brasil em 2020. Apesar de ainda não existir a confirmação oficial da marca, a expectativa é que a motocicleta custe em torno de R$ 120 mil.

Pan America

A Harley-Davidson disse que Pan America e Bronx chegam ao Brasil até 2021, mas esse "até" deixou a data final no ar, ou seja, talvez uma delas ou as duas possam ser apresentadas ainda em 2020. Não existe nada oficial sobre o lançamento ainda este ano, mas a Pan America promete chamar bastante atenção por ser a primeira Harley aventureira da história. Ela tem um motor V2 de nova geração da marca, que rende 1.250 cc e passa de 145 cavalos de potência.

Bronx

Enquanto a Pan America pode rodar na terra, a Bronx é um moto para o asfalto. Lembrando antigos modelo da marca Buell, que era da Harley, a moto faz a marca ir para o estilo naked. O modelo também possui motor desenvolvido do zero pela marca norte-americana, de 975 cc e rende mais de 115 cavalos de potência.

Honda

CB 650R

Depois de ser um dos destaques do Salão Duas Rodas 2019, a CB 650R vai ser lançada no mercado brasileiro ainda no primeiro trimestre de 2020. Antecipadamente, o G1 rodou com o modelo na Itália, em sua versão europeia, e mostrou como é andar andar na moto. Com novo visual que une clássico e moderno, a moto é a substituta da CB 650F, e ficou mais radical, com suspensão invertida na dianteira e 6 kg a menos

CBR 650R

Além da CB 650R, sua variante carenada, a CBR 650R também chega atualizada até março de 2020. A esportiva também está mais agressiva e o motor de 4 cilindros ganhou nova admissão e exaustão, para melhorar a entrega de potência. A má notícia é que a potência máxima não serão os 95 cavalos da versão europeia. No Brasil, o motor rende 88,4 cavalos, isso por causa das regras de emissão de ruído do país.

CB 500X

Além da linha 650 da Honda, a "família 500" terá grandes mudanças em 2020. Também anunciada no Salão Duas Rodas 2019, a CB 500X renovada ficou mais aventureira. Isso porque a moto ganhou uma roda maior na dianteira, de 19 polegadas, substituindo a de 17 polegadas. Outra novidade foi adoção da embreagem do tipo deslizante. O painel passa a ser digital e conta com indicador de marcha.

CB 500F

Como a CB 500X, a CB 500F recebeu atualização no visual. O modelo ficou com uma cara mais radical, com a opção de mistura de cores. Seu painel também passa a ser digital e com indicador de marcha.

CBR 1000 RR-R

A aguardada nova geração da esportiva Fireblade da Honda foi revelada no Salão de Milão 2019. O modelo ganhou mais uma "R" no nome e passa a se chamar CBR 1000 RR-R. Além do visual completamente novo, a moto ganhou novos chassi e motor, este com tecnologia derivada da MotoGP. Ele chega agora a 217 cavalos de potência máxima. Será natural sua chegada ao Brasil, só não se sabe quando.

ADV 150

A Honda mostrou o ADV 150 no Salão Duas Rodas, mas não confirmou sua venda no Brasil. A definição sobre isso ia depender da "recepção do público". Como o modelo chamou muito a atenção no evento, a chance que ele realmente chegue cresceu muito. Inclusive, o scooter teve sua patente registrada no país no final do ano passado.

Forza 300

Do mesmo modo que o ADV 150, o Forza 300 também foi mostrado para testar se o público aprovava. Com um acabamento mais refinado, ele conta com motor de 1 cilindro e 279 cc, que é capaz de alcançar 25,2 cavalos de potência. Se vir, ele já terá um concorrente de peso: o Yamaha XMax 250

SH 150i

Apesar de não aparecer no Salão Duas Rodas 2019, o SH 150i renovado também deve aparecer naturalmente no Brasil em algum momento. O modelo teve a apresentação mundial no último Salão de Milão. Além de ganhar visual renovado e motor atualizado, a moto teve aumento de 50% a mais no espaço de bagagem.

Africa Twin 1100

O modelo foi revelado mundialmente em setembro passado e também estava na última edição do Salão de Tóquio. Com o novo motor maior, a moto alcança 102 cavalos de potência, teve visual renovado e ainda ficou 5 kg mais leve.

NC 750X DCT

Ainda não há nada confirmado, mas depois do sucesso do câmbio de dupla embreagem (DCT) no X ADV, a Honda pode ampliar a opção de modelos com o sistema no Brasil. Uma boa aposta seria a chegada da NC 750X com o sistema de câmbio automatizado, tornando a moto ainda mais prática, como já ocorre em versões vendidas na Europa.

CB Twister Special Edition

Com grafismos inéditos, a CB 250F Twister Special Edition já está nas lojas do Brasil. Apesar do visual diferenciado, a edição especial mantém a mesma base mecânica já conhecida da Twister.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO