01.03.2020 | 07h55


ESPORTES / ORÇAMENTO

Atlético-MG precisa lucrar R$ 807 mil por jogo para atingir bilheteria

Galo traçou R$ 18,5 milhões de arrecadação das bilheterias das partidas; clube, até o momento, acumula prejuízo de R$ - 71 mil e terá no máximo mais 23 jogos em casa no ano



As consequências da dupla eliminação do Atlético-MG em fevereiro são vistas claramente com uma desmontagem do departamento de futebol. Demissões em massa que colocam o presidente Sérgio Sette Câmara no pior momento da gestão. E o cenário é de dificuldades financeiras. O orçamento para 2020 fica claramente comprometido. Além da arrecadação de premiações, dificilmente o Galo conseguirá traçar a projeção de bilheteria. São R$ 18,5 milhões previstos, mas até agora, o clube está é no prejuízo.

O Atlético-MG fez apenas quatro partidas em casa nesta temporada e só teve renda líquida na bilheteria quando enfrentou a Caldense no Mineirão. Os outros três jogos, incluindo o confronto contra o Unión no Independência, ficaram no vermelho. O saldo é de - R$ 71.030,95 até o momento. E restam no máximo 23 jogos em casa para o Galo fechar a temporada.

Assim sendo, para conseguir concretizar a previsão dos R$ 18,5 milhões, o Atlético precisaria ter um lucro médio de R$ 807.436,12 por partida. O que parece perto do impossível, uma vez que essas cifras são vistas apenas em clássicos contra o Cruzeiro, e olhe lá. Na próxima semana, inclusive, haverá o primeiro dos três possíveis Atlético x Cruzeiro em 2020.

Por falar nisso, das 23 partidas em casa que o Atlético pode fazer na temporada, apenas 21 são garantidas. Além das 19 pelo Brasileirão, haverá Cruzeiro no Mineirão e depois Patrocinense na última rodada da fase de classificação do Mineiro. As outras duas seriam na semifinal e na final do Estadual.

Em 2019, o próprio Atlético avaliou negativamente os recursos advindos da bilheteria. Não à toa, quer relançar o programa de sócios-torcedores e mandar mais jogos no Mineirão. Entretanto, futebol pobre afasta o torcedor do estádio e seria preciso grande campanha nos pontos corridos para a receita de venda de ingressos ter relevância no fluxo de caixa do Galo.

Quanto o Atlético quer arrecadar com bilheteria em 2020:

R$ 18,5 milhões

Quanto já arrecadou:

Contra Tupynambás: - R$ 44.921,24

Contra Tombense: - R$ 71.261,62

Contra Caldense: + R$ 50.224,72

Contra Unión: - R$ 5.072,81

Saldo: - R$ 71.030,95

Jogos ainda para fazer em casa

19 jogos do Brasileirão

2 jogos da fase inicial do Mineiro

2 possíveis jogos no Mineiro se chegar às finais

Total máximo: 23 jogos

 










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO