14.10.2019 | 09h00


FIM DA LINHA

Atlético-MG demite Rodrigo Santana após goleada em casa

Em crise, time perdeu 3 dos últimos 4 jogos e despencou na tabela.



A confiança da diretoria do Atlético-MG no trabalho do técnico Rodrigo Santana acabou. A sequência de resultados negativos do clube, principalmente no Brasileirão (duas vitórias nos últimos 11 jogos) fez explodir a panela de pressão, e o treinador foi demitido do clube. O estopim foi mais uma atuação ruim na derrota para o Grêmio, por 4 a 1, no Independência.

Contra o Grêmio, o Atlético-MG foi mais uma vez dominado em casa e, com um desempenho bem abaixo do esperado pela diretoria, acabou não permanecendo no cargo. Minutos após o término do jogo, Rodrigo Santana já não estava mais no vestiário.

Rodrigo Santana foi efetivado pelo Atlético na inter-temporada durante a Copa América, após assumir o posto interinamente deixado vago com a saída de Levir Culpi e a eliminação do Galo na Libertadores. Com os resultados recentes no Brasileirão - seis derrotas seguidas, algo que não acontecia desde 1993 - e a ausência do clube alvinegro na final da Sul-Americana, aliado com uma sequência negativa no Brasileirão, foi retirado do posto de comandante do time principal.

Rodrigo Santana deixa o Atlético após 41 partidas, com 18 vitórias, 6 empates e 16 derrotas, com 50 gols marcados e 49 gols sofridos. O técnico chegou ao Galo em 2018, para assumir a função administrativa nas categorias de base, até chegar a ser treinador do sub-20 do clube e ser promovido pela direção ao cargo de técnico da equipe principal.

O alvinegro volta a campo na próxima quarta-feira, contra o CSA, em Maceió, e até lá já deverá ter anunciado seu novo treinador, que terminará a temporada 2019.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO